Desafio busca ideias inovadoras para amenizar impactos do aquecimento global


11 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

O que você pode fazer pelo planeta hoje? Se tem projetos em andamento ou a mente borbulhando soluções interessantes para problemas contemporâneos, é melhor ficar de olho no Climate Action Challenge. O desafio global busca ideias inovadoras para amenizar impactos do aquecimento global, convocando participantes a apresentarem seus planos que podem ajudar a humanidade diante das atuais mudanças climáticas.

Essa ameaça à nossa existência já está acontecendo e impactando vidas ao redor do globo. As consequências não se resumem apenas ao campo ambiental, mas também socioeconômico. Causando instabilidade, o processo intensifica conflitos devido a falta de recursos, prejudica a produção agrícola, cria insegurança alimentar, destrói moradias (especialmente por conta do aumento de tempestades e enchentes) e se acentua na enorme crise migratória que vivemos atualmente. Quanto menor o poder aquisitivo da pessoa, mais ela sofre com as alterações do ecossistema.

Leia também: NASA divulga as 33 fotos mais surreais de auroras boreais pelo mundo

A plataforma holandesa What Design Can Do, em parceria com a IKEA Foundation e a Autodesk Foundation, convoca estudantes, designers e empreendedores criativos para a segunda edição do desafio, que busca por propostas inéditas para, basicamente, correr atrás do prejuízo ambiental causado por nós mesmos. O intuito é reunir projetos inovadores, práticos, acessíveis e facilmente compreendidos para serem executados em menos de 10 anos. Lembrando que, mesmo se você não for dessas áreas descritas acima, mas tem uma ideia brilhante, pode se inscrever.

“O que o design pode fazer para ajudar pessoas a se adaptarem às mudanças climáticas?”

O design não vai salvar o mundo, mas certamente é uma das incríveis ferramentas a serem desenvolvidas em prol da sobrevivência e adaptação humana. Richard Van Der Laken, diretor criativo e co-fundador da WDCD, conversou com o Razões para Acreditar durante a apresentação do Climate Action em São Paulo, revelando qual é o papel da criatividade nesse processo de transformação da Terra. “A estética é uma parte importante, mas o design é muito mais do que um rostinho bonito. Deve ter um impacto social”, disse.

Questionado sobre sua visão do Brasil nessa área, ele afirmou que há aqui ótimos exemplos de bons profissionais da área, como Marcelo Rosenbaum e os Irmãos Campana. Acho que tem uma conexão entre a natureza e a cultura do país dentro do design, o que é ótimo. As raízes brasileiras são muito fortes. A diferença é que na Europa o design é mais inclusivo, enquanto em países como o Brasil é algo mais exclusivo. E isso faz com que as pessoas lutem por ele, lutem por essa igualdade de oportunidades e isso também é interessante”, argumentou.

A premiação de 900 mil euros incluirá custos de produção, programas de aceleração feitos sob medida, criação de protótipos ou startups de mercado e investimentos finais. Um juri internacional irá selecionar até 20 projetos e o valor do prêmio, separado por faixas, será dividido entre estudantes, profissionais criativos e startups. Os projetos podem ser inscritos no site oficial até o dia 24 de setembro. Confira aqui os vencedores do ano passado e inspire-se! Sua ideia pode valer muito para o planeta!

“Reduzir emissões de CO² é sobre a sobrevivência da nossa civilização”

Fotos: Brunella Nunes e Reprodução Youtube


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista