fbpx

Estudantes de Angola transformam plástico em gasolina

O objetivo é reduzir a quantidade de plástico no meio ambiente e, ao mesmo tempo, obter gasolina a baixo custo.


PUBLICIDADE ANUNCIE

Você sabia que o plástico demora mais de 100 anos para se decompor no meio ambiente? De fato, a natureza leva centenas de anos para se livrar desse resíduo – praticamente todo o plástico já produzido continua existindo.

Felizmente, todos os dias, surgem iniciativas para reduzir o lixo plástico despejado no meio ambiente, que não seguem para a reciclagem. Uma delas vem de Angola, ideia de um grupo de estudantes do curso de petroquímica, do Instituto Médio Politécnico do Lobito, na província de Benguela, segundo informações são do site PLATINALINE.

Sob orientação de um jovem professor de engenharia química, Carmo Lupito Bongue, os estudantes conseguiram produzir gasolina a partir do processo de destilação e pirólise. A ideia é reduzir a quantidade de resíduos no meio ambiente e, ao mesmo tempo, obter gasolina a baixo custo. 

plástico-transformado-gasolina-estudantes-angola

Os jovens cientistas dividem o processo em duas fases: primeiro, o material é aquecido em uma panela de pressão, liberando gases para o processo de condensação e produção do combustível. Depois, em um dos laboratórios da instituição de ensino, ocorre a transformação do combustível em gasolina pura.

Leia também:

Menina de 9 anos viaja mais de 1000 km para retirar plástico das praias

Cientistas desenvolvem enzima que come plástico

Canudinho comestível é alternativa sustentável ao plástico

O grupo testou a gasolina produzida em uma motocicleta antes de compartilhar com o mundo sua descoberta. Resultado: a motoca demorou um pouco para pegar no tranco, mas depois começou a funcionar normalmente. As fotos abaixo não deixam dúvidas!

PUBLICIDADE ANUNCIE

plástico-transformado-gasolina-estudantes-angola

plástico-transformado-gasolina-estudantes-angola

plástico-transformado-gasolina-estudantes-angola

plástico-transformado-gasolina-estudantes-angola

Professores, familiares e amigos encheram-se de orgulho com descoberta dos estudantes – e a gente também! 😉

Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar