Gastronomia Sustentável: projeto capacita jovens e adultos desempregados em Curitiba

Projeto pretende capacitar mais de 60 pessoas desempregadas em Curitiba este ano.


projeto gastronomia sustentável

Sustentabilidade é um dos temas que mais gostamos de abordar no Razões. E quando a pauta envolve outro tema igualmente importante, como a alimentação, não pensamos duas vezes em compartilhar projetos e iniciativas inspiradoras que podem ser resumidos em duas palavras: gastronomia sustentável.

Recebemos o convite da Electrolux Brasil para acompanhar a formatura de 16 alunos do projeto “Gastronomia Sustentável”, em Curitiba, na última sexta-feira (11). Vimos de perto a felicidade no rosto de cada aluno por mais um ciclo concluído na sua vida – é o primeiro curso profissionalizante de muitos deles.

A ideia do projeto surgiu na Suécia, em 2016, e está alinhada com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável 2030 da ONU. A Electrolux, empresa de origem sueca, elegeu o “Objetivo de Desenvolvimento Sustentável” como uma política interna da empresa.

desperdício alimentos
Anualmente, o Brasil desperdiça toneladas de alimentos que poderiam – devem! – ser melhor aproveitados, inclusive, pelos restaurantes. Foto: Pixabay/Creative Commons

Desde que o compromisso foi firmado, a empresa tem como meta melhorar a vida das pessoas através da comida. “Por isso, o primeiro objetivo do projeto é promover um consumo responsável dos alimentos, diminuindo, assim, o desperdício de comida e contribuindo para um futuro melhor”, disse Cosimo Scarano, coordenador de projetos sociais da Electrolux, na América Latina, em entrevista ao Razões para Acreditar.

Em conversas com autoridades locais (Prefeitura e Fundação de Ação Social de Curitiba), Scarano e sua equipe acharam uma boa ideia mudar o foco das ações da Electrolux na cidade. Eles decidiram adicionar um ingrediente profissionalizante à agenda local e foi assim que, em 2017, surgiu o Gastronomia Sustentável.

“Hoje, ele é um curso profissionalizante de 10 semanas, com uma carga horária de 120 horas. O projeto forma profissionais de cozinha, com módulos sobre as bases da gastronomia, passando pelas aulas de confeitaria, padaria e cozinha vegana. Tudo isso com um olhar diferente, que visa uma maior sustentabilidade dos processos, a fim de otimizar a utilização de recursos e diminuir ao mínimo possível o consumo de recursos”, explica Scarano, que tem origem italiana e é formado em Economia Financeira.

“Nas duas primeiras turmas, conseguimos ter um desperdício abaixo do 5%, numa quantidade de comida utilizada que chegou a 350 kg de alimentos por turma.”

O mais legal é que várias pessoas formadas no projeto conseguiram arrumar emprego e melhorar suas condições de vida, destaca Scarano. Da primeira turma, 8 pessoas (de 18 formadas) já estão trabalhando, enquanto alunos da segunda turma arrumaram emprego antes mesmo do curso terminar! Isso deve-se, em parte, à ajuda dos chefs que ministram as aulas voluntariamente.

Cosimo Scarano, coordenador de projetos sociais da Electrolux

“Para mim, tudo isso representa uma satisfação enorme. Quando chega a hora da formatura, consigo enxergar os resultados de 10 semanas de trabalho na cozinha, assim como todos os meses de planejamento do projeto”, explica Scarano.

O percentual de desperdício de alimentos na terceira turma também ficou abaixo de 5%. Além disso, os alimentos que sobraram foram armazenados e utilizados no coquetel de formatura dos alunos – feito pelos próprios alunos com receitas que aproveitam o máximo dos alimentos. Podemos dizer que estava uma delícia! 😉

projeto gastronomia sustentável
Maria Aparecida Maciel dos Santos

“Coisas que a gente não aproveitava, agora, estamos aproveitando. Foi muito bom o curso. Eu achava que na idade em que estou não teria essa oportunidade. Graças a Deus, me deram essa oportunidade. Um orgulho, não é? Todos os professores foram muito bacanas com a gente”, disse a dona Maria Aparecida Maciel dos Santos, aluna da segunda turma do projeto.

O colega de turma, Felipe Wilson Cordeiro, tem uma opinião parecida sobre o curso – uma indicação da irmã. A paixão pela cozinha começou cedo, em casa, ajudando a mãe a cozinhar. “O que mais me chamou atenção [no curso] foi poder reutilizar tudo do produto. Você reutiliza tudo! Como a casca do abacaxi. Eu nunca tinha feito bolo da fruta com a casca. Isso é uma ideia inovadora, muito legal. Hoje, vejo um cara com a mente mais aberta, para o mundo”, disse o jovem. “Agora é aprender mais, inovar.”

projeto gastronomia sustentável
Felipe Wilson Cordeiro

O projeto também foi uma escola para o chef Victor Moraes, do restaurante Alleluia Massas Frescas – mais do que ensinar aos alunos os segredos da gastronomia, de maneira sustentável, ele também aprendeu com seus pupilos. “Depois do curso, vejo no rosto deles que existe um aprendizado. Pessoalmente, abriu um horizonte que eu não conseguia enxergar. Esse de ajudar quem está começando. Eu vejo dois profissionais diferentes. Um antes do curso começar e outro depois do curso terminar.”

projeto gastronomia sustentável
Victor Moraes, chef voluntário do projeto

Através do Gastronomia Sustentável, a Electrolux planeja capacitar mais de 60 pessoas desempregadas em Curitiba este ano – a terceira turma começou as aulas no dia 7 de maio. A ideia também é expandir o projeto – que provou ser um sucesso, dentro daquilo que propõe – para outras cidades do país (São Carlos/SP) e do mundo (Rosário/Argentina).

“Além disso, o Gastronomia Sustentável, com pequenas modificações no currículo, para que ele seja adaptado a outras realidades, será implementado nos próximos meses no Egito e na Rússia.”

Em Curitiba, o projeto contou com a colaboração de empresas parceiras (AIESEC, Worldchefs, Sodexo, Instituto Stop Hunger) e de chefs voluntários (Carolina Kanashiro, Claudinei Oliveira, Debora Teixeira, Delio Canabrava, Gabriela Vilar de Carvalho, Maurício Pereira, Victor Moraes, Rafael Gonçalves, Rodrigo Machado, Vania Krekniski e Manu Buffara).

Veja mais fotos da formatura da segunda turma do Gastronomia Sustentável:

projeto gastronomia sustentável
Alunos, equipe e parceiros do projeto Gastronomia Sustentável

projeto gastronomia sustentável

projeto gastronomia sustentável

projeto gastronomia sustentável

projeto gastronomia sustentável

projeto gastronomia sustentável

Fotos © Bia Nauiack


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar