fbpx

Designer cria máquina que serve remédios na hora marcada

Chamado de DORA, o dispensador eletrônico foi pensado para evitar a repetição de ingestão de medicamentos.


Designer cria máquina serve remédios hora marcada
PUBLICIDADE ANUNCIE

O designer Rafael Eduardo Torres desenvolveu uma máquina para servir doses programadas de comprimidos, que pode substituir as caixinhas de remédios que organizam a ingestão das porções em dias e horários da semana.

Ele explicou em entrevista para o site da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios que o dispensador eletrônico “avisa o paciente com luz ou som, e controla com precisão o pequeno estoque que deve ser inserido nos compartimentos para comprimidos”.

Designer cria máquina serve remédios hora marcada

Chamado de DORA, o dispensador eletrônico, segundo Rafael, foi pensado para facilitar a ingestão de medicamentos, principalmente, entre os idosos, evitando o desperdício ou a repetição de ingestão.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Designer cria máquina serve remédios hora marcada

“Ocorre que pessoas mais velhas vivenciam situações de estresse e perigo para a saúde em caso de esquecimento de medicações. O protótipo já construído demonstra bem a funcionalidade e suas potencialidades econômicas”, afirma Rafael.

O projeto começou a ganhar forma quanto ele ainda estava na faculdade de Design Industrial, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.  Hoje, Rafael conta com a parceria das empresas Victum Eletroeletrônica e Toth Tecnologia, ambas de Porto Alegre, para concluir a fabricação de 10 unidades da “máquina que serve remédios” para apresentar a investidores interessados.

Ele projeta que o dispensador de remédios poderá ter um modelo de gestão diferenciado: ser um equipamento para aluguel ao invés de ser vendido no mercado. “Não existe no Brasil algo parecido que não seja importado. O valor é alto para a média da população, portanto, a ideia de locação pode ser uma forma de viabilizar o acesso para mais pessoas”, explica ele.

Leia também:

Estudante de Medicina adapta receita de paciente analfabeto

Enfermeira cria ‘potes de remédios’ para orientar pacientes idosos

crédito das fotos: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar