Garota de 14 anos cria app que ajuda pacientes com Alzheimer a reconhecer os outros


Algumas pessoas realmente são mais precoces do que outras, como é o caso de Emma Yang, que tem apenas 14 anos e já criou um aplicativo. E não é um aplicativo qualquer! Ela simplesmente desenvolveu uma tecnologia capaz de ajudar as pessoas que têm Alzheimer a reconhecer as pessoas que elas amam. Ela tinha apenas 7 anos quando sua avó foi diagnosticada com a doença e desde então decidiu que iria usar a tecnologia para ajudar as pessoas.

Ela aprendeu a codificar cedo e através do seu aplicativo, os pacientes com Alzheimer podem observar as fotografias de amigos e familiares e através do reconhecimento facial o app dirá quem é a pessoa. E caso a pessoa esteja em um lugar onde não reconhece alguém, ela pode tirar uma foto desta pessoa e o aplicativo lhe dirá quem é.

Ele ainda possui uma tela de lembrete para os compromissos diários, que mostra fotos dos membros da família com seus nomes e avisa quando o paciente tenta ligar repetidamente para a mesma pessoa com a mensagem: “Você tem certeza que deseja ligar?”

A garota ainda está desenvolvendo o aplicativo e está arrecadando dinheiro através de uma campanha de financiamento coletivo. Ela diz que ainda não existem aplicativos como o seu no mercado e que está confiante de que ele fará uma enorme diferença, principalmente no estágio inicial da doença.

Katherine Possin, que é professora no Centro de Memória e Envelhecimento, apesar de não estar envolvida no desenvolvimento do aplicativo afirma que acredita que ele será importante para ajudar os pacientes a levarem uma vida mais tranquila e que ele, inclusive, pode ser bom para a memória das pessoas! Maravilhoso, não é mesmo?

Com informações de Fast Company

Fotos: Emma Yang


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar