Pai larga profissão e vira engenheiro para construir prótese para filho que teve o braço amputado


prótese
3030 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

banner reservaO parto do pequeno Sol Ryan não aconteceu da melhor maneira. Ele nasceu em uma posição inadequada e com o braço esquerdo torcido. Um coágulo fez com que o seu membro começasse a morrer e seu braço precisou ser amputado após 10 dias de seu nascimento. Os médicos comunicaram que demoraria um ano para Sol receber uma prótese e mais três anos para que ele conseguisse receber uma que se movimentasse.

Seu pai, Ben Ryan, trabalhava como professor de Psicologia, mas largou sua carreira para ajudar o seu filho. Ele começou a trabalhar no protótipo, lendo sobre adaptação das próteses em crianças e aprendeu como fazer designs e modelos usando scanners e uma impressora 3D.

A ideia teve início quando Ben realizou uma experiência em sua casa. Ele foi até a cozinha, pegou uma esponja e colocou no braço do filho.

“Ao fim de dez segundos, ele levantou os braços e começou a bater nos brinquedos e a partir daí começou a usar os dois braços”.

Usando o movimento de aranhas como inspiração, ele criou um fluido simples que é “amassado” pelo osso do braço de Sol. O fluido desce por um cano que opera o mecanismo que abre e fecha os dedos. Não é necessária nenhuma bateria, o braço é todo construído em plástico.

“Comecei com material que encontrava em casa: tubos de plástico, cola e chave de fendas. Depois percebi que que a forma mais barata de fazer isso seria com uma impressora 3D”, disse Ben.

Ele usou o scanner do seu Xbox para conseguir uma imagem do coto do braço de Sol e pediu ajuda ao Departamento de Engenharia da Universidade Bangor, no Reino Unido. Sol agora com dois anos, está completamente adaptado.

Mas isso não bastou e Ben Ryan decidiu ajudar outras crianças de outras partes do mundo, que só recebem próteses quando chegam à adolescência. “Estamos a testar o processo com 25 famílias de todo o mundo.” Hoje Ben tem sua própria firma, onde se concentra na criação de próteses em tempo integral.

Assista ao vídeo:

Via

Fotos: Reprodução

barra reserva


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista