Como a tecnologia pode transformar positivamente a vida das pessoas?


tecnologia transformar positivamente
194 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

Seria clichê dizer “Faça o bem sem olhar a quem” e provavelmente você já a ouviu em algum momento. Mas não podemos negar que essa frase é inspiradora, e mais do que nunca sabemos que boas ações e gestos podem sim transformar positivamente a vida das pessoas.


Ouça sobre novas e incríveis novidades tecnológicas!

A frase é tão inspiradora que alguns programadores, desenvolvedores e outros profissionais que trabalham com tecnologia, têm levado essas palavras à risca. O mundo tecnológico também “tem sentimentos”. Ou melhor, os profissionais que atuam nessa área se dedicam, pesquisam bastante e, por meio de muito trabalho e suor, transformam e facilitam a vida de outras pessoas; investindo em projetos que visam incluir e auxiliar no dia a dia de quem precisa. Listamos alguns exemplos para comprovar, vejam:

Blitab, o tablet perfeito para deficientes visuais

Pensando em contribuir com a alfabetização em braile, foi criado o Blitab, um tablet que permite deficientes visuais navegarem na web e se comunicarem com facilidade. O display do aparelho é feito de um líquido que sintetiza o conteúdo do texto para o sistema de leitura a partir de pequenas bolhas. Ele não é capaz de se conectar ao Wi-Fi, mas possui uma entrada USB e outra para cabo de rede.

Foto: Divulgação

Dot, um smartwatch para cegos

O Dot é outro projeto nessa mesma linha. Ele é o primeiro smartwatch em braille e, ao usá-lo, o deficiente visual pode enviar mensagens, navegar, ler e-books e, claro, conferir as horas. A interface do Dot possui uma série de pinos que sobem e descem, soletrando as palavras em braille.

O mais bacana é que o produto poderá ser encomendado ainda neste ano e deve custar cerca de 300 dólares.

Livox, comunicação com eficiência para crianças com paralisia cerebral

Outro exemplo de como a tecnologia pode contribuir para o bem da sociedade é o aplicativo Livox. Desenvolvido pelo analista de sistemas Carlos Pereira, o APP permite que portadores de paralisia cerebral se comuniquem com eficiência. Basta usar o Livox, tocar na tela do tablet e um algoritmo inteligente irá calcular com quantos dedos a pessoa está teclando, por quanto tempo, se eles se arrastam ou não e corrige o toque como se estivesse lendo o comando.

O projeto deu tão certo que o brasileiro foi premiado pela ONU como o melhor aplicativo de inclusão social do mundo! Vai dizer… Que orgulho, hein!

SuperSpeak, fazendo com que crianças autistas se comuniquem com os pais

O SuperSpeak é um projeto com intuito parecido. Lançado há poucas semanas, ele permite que crianças autistas se comuniquem facilmente com os pais, professores e amigos usando um smartphone. A interface do aplicativo norueguês, que recentemente ganhou o Prêmio Nórdico de Startups de melhor empresa social, é interativa e basta clicar em imagens para que os portadores criem suas frases. Se a criança quiser andar de bicicleta, ela clica na imagem da bike e mostra para os pais.

O Wizard é um treino cerebral para iPad desenvolvido para ajudar a memória episódica, necessária para lembrar coisas como onde você deixou suas chaves ou onde o carro está estacionado. Segundo testes realizados pelos cientistas da Universidade de Cambridge, pacientes que jogaram o Wizard durante quatro semanas tiveram melhorias na memória e no aprendizado. O jogo ajuda justamente onde os remédios falham, já que, mesmo pacientes desmotivados são estimulados a continuar o tratamento.  Difícil não ficar empolgado ao ler esses exemplos, não é mesmo? Sabemos que há outros projetos, vários aplicativos, muita gente empolgada e entusiasmada, querendo contribuir com a sociedade. E se você, que está lendo, também trabalha com tecnologia e quer fazer transformar seu conhecimento em um exemplo, deixe seu comentário.

Fotos: Divulgação



Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista