Irmãos atravessam os EUA de bicicleta em prol da luta contra a fome


0 shares Compartilhar Tweet WhatsApp

A idéia de fazer uma viagem cansativa de 6 mil quilômetros de bicicleta, com noites dormindo debaixo de mesas de piquenique e acordando as 4 da manhã, pode parecer triste para a maioria das pessoas. Mas para os irmãos Gagnon, foi uma aventura que mal podiam esperar, pois ela teria o foco de ajudar uma causa que eles acreditam: a luta para acabar com a fome das crianças em Detroit.

Os ciclistas amadores Jon Gagnon de 22 anos e Chris de 24 anos de Ferndale, Michigan, no dia 3 de setembro pedalaram em uma viagem de bicicleta de costa a costa, de 45 dias, terminando em Washington no dia 17 de outubro.

Antes de começarem, eles lançaram uma campanha de doação que já levantou mais de US $17.000 para a instituição No Kid Hungry, Sem Crianças com Fome. Jon se familiarizou com a NKH, enquanto trabalhava de voluntário em um programa de verão do AmeriCorps. Hoje ele é empregado da GroundWerx.CI, uma organização sem fins lucrativos de Detroit que trabalha em parceria com a NKH.

fome-ciclismo-2 fome-ciclismo-3

Foto: Cortesia de Chris e Jon Gagnon

Durante sua aventura de bicicleta, os irmãos Gagnon viram fome em todo o país. Muitas vezes, nas comunidades rurais que passavam, elas tinham apenas uma pequena loja. Jon ligava o que ele viu ao cenário de comida em Detroit, que embora tenha dezenas de lojas de mantimentos, o acesso a alimentos saudáveis ainda é uma dificuldade.

Isso se reflete em um uma rede nacional de bancos de alimentos que serve 46,5 milhões de americanos anualmente. A organização pesquisou as pessoas que procuravam sua ajuda e constataram que 79% das famílias relataram a compra da comida mais barata possível para alimentar suas famílias, seja esta saudável ou não. Sem contar que 67% da população de Detroit ainda escolhem entre comida e transporte, o que mostra que o transporte público também é uma barreira.

Um dos desafios mais estressantes durante a aventura aconteceu no sul de Utah, onde encontraram um viajante que mostrou a eles um atalho. No dia seguinte, tentaram pegar o atalho recomendado, mas acabaram se perdendo e ainda acabaram por andar a pé no deserto por mais de 35 quilômetros. O caminho de terra batida tornou impossível o uso da bicicleta.

fome-ciclismo-4 fome-ciclismo-5

Foto: Cortesia de Chris e Jon Gagnon

Certo momento eles finalmente desistiram e começaram o caminhando de volta com o pôr do sol. A caminhada de retorno durou mais de quatro horas. Sem água, com fome e mal conseguindo ficar em pé, eles eventualmente chegaram a um lugar com serviço de celular e chamaram os guardas do parque para ajudar.

fome-ciclismo-6

Foto: Cortesia de Chris e Jon Gagnon

“Nossa aventura pelo deserto é um bom lembrete da importância da luta contra a fome na juventude do nosso país. Estar com fome não só faz seu estômago roncar. Drena sua energia, rouba seu foco e faz com que as ações mais simples tornem-se impossíveis.”


Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar
Escolher um formato
História
Lista