Jovem implanta chip no peito para guardar suas boas memórias de vida


Se o Tiago Mesquita, publicitário português, gosta de alguém, ou de algum filme, música ou até um momento, ele o guarda no coração, mas de uma forma muito diferente. O motivo é que em maio de 2014, ele implantou um chip no peito, na mesma direção do coração, ao passo que criou um site que pode ser alimentado por imagens, vídeos, músicas, textos, a qualquer momento por meio da interação com um celular, assim guardando suas boas memórias de vida no lado esquerdo do peito.

A ideia de ter um chip subcutâneo surgiu há dois anos, quando  Tiago, aos 28 anos, foi operado duas vezes em situações de emergência. Segundo o publicitário, a maneira dele ver as coisas e interagir com a vida mudou um pouco.“Aquilo que nós sentimos, as emoções, o amor, são questões que se processam no nosso cérebro e não propriamente no coração. E sempre tentei arranjar forma de tornar isso possível.” Nasceu assim o projeto “Heart – The Art of Living”.

chip

O chip implantado possui a tecnologia NFC (Near Field Communication), bastando apenas encostar um smartphone (compatível com a tecnologia) ao peito para acessar diretamente ao site com as informações no chip. Apenas ele pode eliminar ou introduzir novos conteúdos e novas memórias. O chip, que não emite qualquer tipo de ondas, foi revestido por silicone esterilizado e aprovado por médicos, que Tiago consultou para garantir que não teria problemas de rejeição ou infecções.

“O meu dia-a-dia é resolver ‘briefings’ e acho que não existe maior ‘briefing’ do que aquele que temos na nossa vida”. No final da minha vida, quando tiver os meus filhos e a minha vida toda montada, as pessoas vão poder guardar a minha memória, tal como se fosse um álbum de fotografias mas com a vantagem de incluir também filmes, momentos, tudo o que eu quiser”.

chip-2 chip-3 chip-5 chip-6 chip-9 chip-10

 

chip-peito


Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar