fbpx

Mulher faz relato sobre traficante que abordou passageiros no ônibus em busca de oportunidades

Daqueles relatos que são como um soco no estômago, porém necessários.


mulher ônibus relato traficante abordou passageiros oportunidades
PUBLICIDADE ANUNCIE

Quem mora nas grandes cidades vira e mexe se depara com alguém no ônibus vendendo qualquer coisa ou pedindo dinheiro. Agora, nem tão comum assim é a pessoa logo de cara falar para os passageiros que é assaltante e traficante.

Depois de ouvir isso, é natural que os passageiros agarrarem suas bolsas, mochilas e o que mais estiverem carregando. Exatamente a mesma cena que a baiana Marta Ferreira narrou em um post no seu Facebook.

Leia também: Motorista de ônibus carrega idosa deficiente no colo e comove

Ela estava no ônibus, em Salvador, quando a pessoa que descrevemos acima parou perto do cobrador e disse: “Bom dia, pessoal. Eu não vou mentir pra vocês, tá ligado? Eu sou assaltante…”.

Os passageiros começaram a suar frio, mas o homem tranquilizou a todos: “Meu dinheiro é do tráfico, eu também sou traficante. E eu não tô ameaçando vocês. Eu só quero sair dessa vida, mas ninguém me dá chances e eu tô subindo aqui pra pedir umas moedas, uns trocados. Eu não quero subir em ônibus pra assaltar pai e mãe de família.”

E o homem não parou por aí: disse que todas as mulheres no ônibus eram bonitas, sem parecer muito invasivo, segundo relatou Marta. O homem passa por Marta e pergunta se ela poderia ajudá-lo com algum trocado, mas que se não pudesse, tudo bem.

Sentindo que o homem não lhe faria mal algum, Marta apertou sua mão. Surpreso, o homem agradeceu à Marta por ouvir dela “que Deus te abençoe”.

Leia também: Assentos dos ônibus de Sorocaba serão todos preferenciais

A passageira finaliza a postagem parafraseando o rapper Criolo, que diz que as pessoas não são más, apenas estão perdidas – ou seja, precisam de alguém para guiar seus passos ou de oportunidades para levarem uma vida honesta.

“Eu sou uma pessoa muito crente em Deus. Eu senti que realmente Deus estava ali e que ele estava arrependido. Eu orei por essa pessoa e todo dia faço isso pra que Deus dê caminho pra ele. Eu fiquei triste e feliz, como retratei”, disse Marta, em conversa com o Razões para Acreditar.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Aqui entre nós, sabemos que nem todo mundo tem forças para superar os obstáculos que vida coloca na sua caminhada sozinho. Muitos escolhem o caminho mais fácil, nem sempre o correto. Sendo bem direto, precisamos ajudar uns aos outros, desafogando pré-conceitos enraizados, para que o mundo seja um lugar melhor para todos.

Leia o relato de Marta na íntegra:

“Tava no buzu, de boas. Entra um moço, todo mundo aperta a bolsa. Ele se posiciona perto do cobrador e começa:
– bom dia, pessoal. Eu não vou mentir pra vocês, tá ligado? Eu sou assaltante…

(Nessa hora a gente já sabe que o coração pula, né?)

– Meu dinheiro é do tráfico, eu também sou traficante. E eu não tô ameaçando vocês. Eu só quero sair dessa vida, mas ninguém me dá chances e eu tô subindo aqui pra pedir umas moedas, uns trocados. Eu não quero mais subir em ônibus pra assaltar pai e mãe de família.

Bicho, e ele não parou aí… Tinha uma menina em pé, ele olhou e falou:

– você é muito linda, morena. Qual seu nome, princesa? Meu nome é tal. Saiba que você iluminou meu dia com essa beleza…

E ele não parou por aí:

– mas assim, com todo respeito, todas as mulheres desse buzu são lindas, tá ligado? A gente tem que se amar mesmo…

Daí ele passa por mim:

– tem como me ajudar? Se não tiver como, tudo bem, fofinha.

Me deu a mão pra apertar e agradeceu por eu ter dito “que Deus te abençoe”.

A PORRA DAS PESSOAS NÃO SÃO MÁS, ELAS SÓ ESTÃO PERDIDAS. AINDA HÁ TEMPO!”

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

mulher ônibus relato traficante abordou passageiros oportunidadescrédito da foto: Pixabay

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar