fbpx

‘Multa do bem’ diminui casos de atropelamento no trânsito

A ‘multa do bem’ tem como objetivo criar uma cultura da gentileza no trânsito.


multa do bem diminui atropelamentos trânsito
PUBLICIDADE ANUNCIE

Elogiar motoristas que dão preferência aos pedestres no trânsito é uma maneira simples de evitar atropelamentos. Afinal, quem não gosta de ser elogiado quando faz a coisa certa? Qualquer pessoa gosta, e a psicologia tem uma explicação para isso.

A Prefeitura de Jacareí, no interior de São Paulo, criou a chamada ‘multa do bem’. Uma cartinha, enviada aos motoristas pelo correio, que tem como objetivo criar uma cultura da gentileza no trânsito.

Desde julho, quando começou o projeto, mais de 150 motoristas receberam a ‘multa’ – tão ou mais eficientes que as multas de verdade, aquelas que doem no bolso e deixam a conta bancária no vermelho.

Leia também: Guarda de trânsito coloca idoso nas costas e o ajuda a atravessar avenida

É o caso da operadora de produção Marilu Rodrigues, 46 anos. Um agente de trânsito flagrou Marilu parando antes da faixa de pedestres na região central da cidade, no dia 1º de agosto.

multa do bem diminui atropelamentos trânsito

PUBLICIDADE ANUNCIE

Ao G1, ela afirmou que os motoristas estão “acostumados com a punição e é bom saber que também estão observando as gentilezas”.

Marilu mostrou a cartinha (foto abaixo) aos amigos e familiares, e todos se surpreenderam.

A iniciativa foi implantada devido ao número alto de casos de atropelamento em Jacareí – mesmo na faixa de pedestres. O secretário de Mobilidade Urbana, Edinho Guedes, disse que os casos diminuíram depois da implementação da ‘multa do bem’.

multa do bem diminui atropelamentos trânsito

É óbvio que o motorista sabe que tem que parar na faixa, mas por que não respeita? Começamos a fazer campanhas de conscientização e os casos foram diminuindo, mas para que não voltem a acontecer e para conscientizar o motorista, resolvemos fazer as cartinhas, usando o que é conhecido na psicologia como reforço positivo, que é elogiar quando se faz certo”, explicou.

Ele também disse que a ‘multa do bem’, registrada por agentes espalhados em diferentes pontos da cidade, não tem prazo para acabar – segue por tempo indeterminado. O desejo do secretário é que chegue o dia em que os pedestres estiquem a mão para sinalizar e os motoristas parem.

crédito das fotos: Marilu Rodrigues/Arquivo pessoal

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar