100% dos funcionários deste hotel na Itália tem Síndrome de Down

Esse hotel atraiu a atenção do mundo e não é por seus quartos maiores, ou piscinas de outro mundo, e sim pela sua equipe contemplando 100% a inclusão social.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O hotel italiano Albergo Etico é inteiramente comandado por funcionários com Síndrome de Down.

O espaço é 3 estrelas, conta com 26 quartos com cerca de 60 camas e também oferece um restaurante pra cerca de 50 pessoas.

A iniciativa, que existe desde 2006, busca inserir pessoas Down no mercado de trabalho, além de ajudá-los a conquistar sua própria autonomia.

Não seria legal ver mais projetos como esse pelo mundo todo?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

1-750x363 2-750x363 3-750x363 11-750x363 12-750x363 Albergo-Etico hotel-asti-3-750x359 indipendenza4-750x363 indipendenza5-750x363

Fonte: Notícia do Portal / Fotos: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,941SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Paulo Gustavo doou mais de R$ 1,5 milhão à instituição de caridade, diz Padre Julio Lancellotti

O ator Paulo Gustavo, além de esbanjar talento e carisma por onde passava, também fazia o bem sempre que possível. Uma de suas instituições...

Este pai usa a mesma camisa há 20 anos por um motivo mais que especial

No início deste ano, a usuária do Twitter @922_riaru percebeu que seu pai usava sempre a mesma camisa, apesar dela ter mais de 20 anos. Ela...

Primeira vereadora com síndrome de Down no Brasil toma posse em Santo Ângelo (RS)

A fisioterapeuta Luana Rolim (PP/RS), 26 anos, tomou posse, na última segunda-feira (15), como suplente na Câmara Municipal de Santo Ângelo (RS). Com a...

Ela viu na reciclagem a chance para mudar de vida: conheça a história da Katinha (SP)

“Hoje, com a reciclagem, consegui comprar a minha casa”. Conheça a história da nossa querida Kátia Regiane, de São Paulo (SP), que há 12...

Mulher que recolhia latinhas se torna coordenadora de curso EAD

A ex-recepcionista paulista Daniela Roberta Tavernaro, de 38 anos, tinha um sonho em sua juventude: poder cursar uma faculdade. No entanto, seu tempo e...

Instagram