Filme narra a conquista do voto feminino no início do século XX na Inglaterra

0
1920

O Reino Unido no final do século XIX e início do XX foi palco de diversas manifestações lideradas por mulheres pelo direito ao voto. O sufrágio era um privilégio dos homens.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O “movimento sufragista” tem origem nesse período, quando as mulheres mudaram do campo para trabalhar nas cidades. As ações de protesto das sufragistas surtiram efeito com a aprovação do Representation of the People Act, em 1918, que estabeleceu o voto feminino na Inglaterra.

Esse é o cenário do filme “As Sufragistas”, dirigido por Sarah Gavron, com previsão de estreia nos cinemas brasileiros no dia 24 de dezembro, véspera de Natal. A história se passa na Londres do início do século XX e mostra as aparições das sufragistas em público, mulheres que foram silenciadas e resistiram à opressão pacificamente até resolverem se rebelar e tomar as ruas.

A inglesa Carey Mulligan interpreta a personagem principal do longa-metragem, Maud Watts, que trabalha com seu marido em uma lavanderia. Após reconhecer uma companheira de trabalho entre os manifestantes de um grande protesto na capital inglesa, Maud percebe que deve reivindicar sua dignidade. Assista ao trailer:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

sufragistas1

sufragistas2

sufragistas3

sufragistas4

sufragistas5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

sufragistas6

Todas as imagens: Reprodução/YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.