5 mil bicicletas abandonadas no festival “Burning Man” serão doadas para vítimas de furacões nos EUA

Mais de 5 mil bicicletas abandonadas no festival Burning Man deste ano serão doadas para as vítimas dos furacões que atingiram os EUA nas últimas semanas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Burning Man é um festival que acontece no meio do deserto de Nevada, onde containers, barracas e bicicletas viram cinzas, literalmente, assim que as chamas do festival se apagam. Desta vez, as bicicletas empoeiradas pela fumaça serão reformadas por voluntários.

Relacionado: Amor, cores e magia: confira o ‘Não-Casamento’ inspirado no festival Burning Man

Cerca de 100 bicicletas estão a caminho do estado da Flórida. Em seguida, elas serão entregues a programas e organizações de amparo às vítimas dos furacões, em toda a Flórida e no Caribe.

Perfect perch for a kiss, as @scotchhorse and @ishack know. | Photo by @missjessrose | #burningman #blackrockcity #brc

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Burning Man (@burningman) em

A página da iniciativa na plataforma de crowdfunding GoFundMe já arrecadou US $ 3.800 da meta inicial de US $ 10.500 para custear o transporte das bikes. Meg Kiihne, idealizador da campanha, disse que as bicicletas fornecerão transporte às pessoas afetadas pelos furacões.

Além disso, Kiihne afirmou que serão criados centros de reparo de bicicletas nas regiões atingidas, gerando dezenas de oportunidades de emprego para as economias locais.

Please ⚡️don’t ⚡️leave ⚡️your ⚡️bikes ⚡️at ⚡️Burning ⚡️Man. #burningman #dpw2017 #leavenotrace

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Logan Mirto (@loganmirto) em

Kiihne conta que a ideia do projeto surgiu depois que ele viu fotos das “bicicletas solitárias do queimador”. “Como disse a todos os repórteres desde então, não pensei muito nos próximos passos”, afirmou Kiihne. “Como alguém que trabalha como diretor/produtor de eventos ao vivo e tendo a visão durante anos de conseguir bicicletas para comunidades de baixa renda, honestamente não pensei muito. Eu reagi ao que eu sabia que era necessário e poderia fazer.”

Fotos: Instagram/Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,782,693SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Show de luzes natalinas inspira menina autista de 13 anos a falar pela 1ª vez

Kaitlyn Figueroa Lopez, 13 anos, nunca havia dito uma palavra em toda a sua vida – até que algumas luzes de Natal a estimulassem...

Empresa de tecnologia contrata grávida de 9 meses

"Queria que minha experiência fosse algo rotineiro”, diz a designer Marcela Caldeira.

Estudantes de Caxias do Sul tornam realidade sonho de 12 adolescentes

Estudantes do Centro Universitário da Serra Gaúcha organizaram a festa de 15 anos de 12 adolescentes em vulnerabilidade social.

Senado aprova Lei Romeo Mion, que assegura direitos para autistas

O Senado Federal aprovou na última quarta-feira (11), a Lei Romeo Mion, que cria a Carteira Nacional de Identificação do Autista. A lei leva o nome...

Pai que não queria cachorro de jeito nenhum agora até canta seu amor para pit bull no colo; assista

Até algum tempo atrás, o pai da Flávia Carvalho não queria ter um cachorro dentro de casa de jeito nenhum! No entanto, com o passar...

Instagram