Debaixo de chuva forte, 5 mil pessoas fazem fila para doar medula para menino com câncer

Era um dia de forte chuva em Worcester, na Inglaterra, e cinco mil pessoas aguardavam numa fila, onde ficaram por horas, para saber quem teria a combinação ideal de células-tronco compatíveis com um garotinho que está lutando contra o câncer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com apenas 5 anos, Oscar Saxelby-Lee tem leucemia linfoblástica aguda, um tipo raro e agressivo de câncer do sangue e da medula óssea que afeta os glóbulos brancos.

A equipe médica responsável por Oscar disse à família que ele teria apenas três meses para encontrar um doador que fosse compatível o suficiente para o transplante e consequente cura do câncer.

Os pais do garoto, Olivia Saxelby e Jamie Lee, lançaram então uma campanha chamada “Hand in Hand for Oscar” (de mão em mão pelo Oscar) para encontrarem um doador. A intenção do manifesto era convencer o máximo de pessoas a se inscreverem no registro de doadores de células-tronco.

Deu resultado: mesmo com uma forte chuva, 4.855 pessoas fizeram fila do lado de fora da escola de Oscar para realizarem a inscrição.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também“Comecei lavando louça, agora sou auxiliar de cozinha no restaurante”: projeto abre portas para mercado de trabalho

A organização sem fins lucrativos que mantém a unidade afirmou que o recorde anterior para um evento do tipo havia sido de 2.200 pessoas. Assim, a campanha de Oscar mais do que dobrou esse número.

“Não há palavras para expressar nossos sinceros agradecimentos e amor pelas milhares de pessoas incríveis que apareceram na Escola Primária de Pitmaston neste fim de semana”, escreveu a Escola Primária de Pitmaston no Twitter.

“Nós registramos 4.855 doadores de células-tronco. Os voluntários foram incríveis.”

5 mil pessoas fazem fila na chuva para salvar menino com câncer

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, Oscar está sob os cuidados de médicos do Hospital Infantil de Birmingham. Ele já passou por 20 transfusões de sangue e quatro semanas de quimioterapia.

“Oscar é um garoto divertido, amoroso e cheio de energia, de cinco anos, que merece viver ao lado de outros soldados que lutam contra doenças tão horríveis. Ele não precisa apenas aproveitar uma vida normal que uma criança deveria viver, ele agora precisa de alguém mais para salvá-lo”, sua mãe disse ao jornal britânico The Telegraph.

Ainda não foi confirmado se algum doador do último fim de semana era compatível. Estamos na torcida!

Leia tambémBares e restaurantes brasileiros começam a abrir espaço para a gastronomia sustentável

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: SNB
Fotos: Reprodução / SWNS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Imunoterapia cura mulher com câncer metastático

A imunoterapia inovadora foi desenvolvida pelo Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos.

A história de Carlos e Osmir, um casal que adotou quatro irmãos em Pernambuco

Um casal apaixonado que, ao longo de quase três décadas, construiu uma relação baseada no respeito e no amor e alimentou o sonho de...

Abatido e “de luto”, médico pede testes com substância que pode combater o câncer

Na quinta-feira (1/10), antes de um encontro com parlamentares em Araraquara, no interior de São Paulo, o médico e pesquisador Renato Meneguelo comentou o...

Mês de junho terá eclipses e uma incrível Lua de Morango que só acontece a cada 50 anos!

Junho mal começou e promete importantes eventos astrológicos. Portanto, se você gosta de astrologia ou ao menos, de observar a beleza da lua e...

Mulher tira camisa e se arrisca para salvar coala de incêndio na Austrália

A equipe veterinária que cuida da recuperação do bichinho afirmou que suas queimaduras são 'muito graves', mas garantiu que o coala passa bem.

Instagram