76 anos depois de terem sido separados pelo Holocausto eles se reencontraram

Clique e ouça:

Na semana passada um encontro mais do que emocionante aconteceu entre Alice Gerstel, de 89 anos e Simon Gronowski, de 86. Eles se conheceram quando ainda eram crianças, quando ainda viviam na Alemanha e dividem a mesma triste história de vida: conseguiram fugir do Holocausto. De famílias amigas e judias, os dois conseguiram escapar da morte e passaram 76 anos sem ter nenhuma notícia um do outro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Ele reencontrou o amor da infância após 40 anos sem que ela suspeitasse dos seus sentimentos

O encontro aconteceu no Museu do Holocausto de Los Angeles, quando os dois foram para contar suas histórias. A família de Alice conseguiu fugir para os Estados Unidos e Simon foi empurrado de um trem pela sua mãe, quando estavam a caminho do campo de concentração, em 1941.

Eles se conheceram em um resort de praia na Bélgica, em 1939, quando as duas famílias tornaram-se amigas. Alice, inclusive, chegou a se esconder junto com a família por 2 semanas, na casa de Simon, antes de seu pai fechar um acordo com contrabandistas e conseguir fugir para a França com a família. Mas, infelizmente a família dele resolveu ficar, onde conseguiram se manter escondidos por 18 meses, até que fossem descobertos e colocados em um trem com um destino triste, que Simon conseguiu fugir.

76 anos depois de terem sido separados pelo Holocausto eles se reencontraram 1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O pai de Alice era um comerciante de diamantes e, conforme percebeu que a coisa estava ficando feia, decidiu vender tudo, levando sua família para Casablanca, no Marrocos, onde depois partiram para Cuba e Estados Unidos, quando tiveram a chance de começar do zero. Alice casou, teve dois filhos e se estabeleceu no ramo imobiliário.

Com Simon as coisas se desenrolaram de maneira diferente. Seu pai não acreditava que a Alemanha poderia ser invadida e recusou a deixar seu país. Quando ele e sua mãe foram encontrados, o pai estava internado em um hospital e foi isso que acabou o salvando. Anos depois, passada a guerra, ele pôde reencontrar o pai, estudou direito e até hoje é advogado praticante, em Bruxelas, na Bélgica.

Gronowski escreveu em 2002, o livro de memórias “A Criança do 20º Trem” e foi através dele que o sobrinho de Alice conseguiu localizá-lo. Ela não escondeu a surpresa ao encontrar seu amigo de infância: “Eu pensei que toda a família tivesse sido assassinada. Eu não fazia ideia. Eu não o reconheci. Eu não enxergo o pequeno Simon. Mas ele está aqui. O pequeno Simon está aqui”.

76 anos depois de terem sido separados pelo Holocausto eles se reencontraram 2

Lembranças difíceis, resultado de um dos episódios mais tristes da história da humanidade fizeram e continuam a fazer parte da vida deles, assim como de outras milhares de pessoas, mas esse reencontro certamente acalmou seus corações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de Só Notícia Boa

Fotos: AP Photo/Reed Saxon

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,053,274FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,662SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto recebe ajuda de gamer profissional e sugere vender latinhas para retribuir

Essa semana muita gente se emocionou com a história do garoto Guilherme, um menino humilde que gosta de jogar um game chamado Free Fire,...

Adolescente recusa oferta de R$ 46 milhões por site sobre Covid-19

O que você faz quando tem 17 anos? Pensa em estudar, curtir a balada, se divertir. Mas, não o Avi Schiffmann. Ele construiu um...

Mãe que anunciou faxina por R$ 20 para alimentar filhos comove internautas e recebe R$ 53 mil em doações

A jovem mãe Liliane está desempregada e as faxinas foi o meio que encontrou pra não faltar comida em casa.

Desconhecido compra todo algodão doce de idoso que trabalhava na chuva [VÍDEO]

Se puder ajudar alguém, ajude! Essa é a mensagem deixada por um desconhecido que comprou todo o algodão doce de um idoso que estava...

C6 Bank abre mais de 80 vagas de emprego e dá dicas de finanças pessoais

Eu sempre achei que educação financeira deveria ser uma prioridade nas escolas. Agora, então, é importantíssimo saber administrar o próprio dinheiro. Também acho que a...

Instagram

76 anos depois de terem sido separados pelo Holocausto eles se reencontraram 16