Abertura da nova temporada de ‘Amor & Sexo’ dá uma aula contra o machismo

“Cansadas de tanta opressão, algumas corajosas mulheres resolveram sair à rua e lutar por mais dignidade”. Essa citação poderia ser dita nos dias atuais, mas se refere aos protestos feitos por mulheres em 1968 no episódio que ficou conhecido como “Bra-Burning”, ou em português ‘a queima dos sutiãs’, com o objetivo de acabar com a exploração comercial realizada contra as mulheres.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa foi a principal referência usada ontem na abertura da nova temporada do programa “Amor & Sexo”, da Rede Globo, que aconteceu ontem, 27 de Janeiro.

Fernanda Lima surgiu com uma trupe de mulheres cantando e dançando a música “Piranha“, de Alípio Martins, e em certo momento elas recriaram a queima dos sutiãs, e a a cada peça íntima jogada em um barril, elas falavam palavras de empoderamento, tais como “lugar de mulher é onde ela quiser”,  “a minha roupa curta não é um convite pra você”, e por aí vai. Ou seja, foram literais na explicação para esclarecer conceitos e limpar rótulos na igualdade de direitos. Assista:

Segundo site Observatório da Televisão, o programa não apenas traz para a TV, entretenimento de qualidade como também exerce função social, ainda que este não seja seu objetivo. A discussão sobre sexo, amor, sexualidade e gêneros cabe perfeitamente numa sociedade em constante mudança, e que vive um momento aparente de retrocesso e conservadorismo. Infelizmente falar de sexo ainda é um tabu, e o programa consegue fazer isso de forma divertida e sem ofender ao telespectador tradicional.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O texto de João Paulo Reis continua:

“O programa segue como uma aula de comportamento que deveria ser obrigatória à todos e com certeza seu ponto alto foi a linda homenagem feita por Elza Soares, que cantou junto com Karol Conka. O tema foi sério, e embora tivesse seus momentos de descontração Amor & Sexo provou que mais uma vez consegue tocar em pontos sensíveis e fazer pensar muito mais que fazer rir. Se aos sábados existe vida inteligente na madrugada, a estreia do programa de Fernanda Lima mostrou que pode fazer muito melhor, até mesmo com certa profundidade.

Observação: Em 2015, o Brasil registrou mais de 63 mil relatos de agressões contra a mulher segundo dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR).”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ou seja, cada vez mais um programa necessário para se falar sobre o assunto.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,493,634SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Azul faz homenagem a casal que completou 50 anos de união em pleno voo

Seu Sílvio e Dona Alice estavam viajando com a família para comemorar as Bodas de Ouro.

USP abre inscrições para curso voltado para o cuidado com a Síndrome de Down

A Universidade de São Paulo (USP) abriu inscrições, até o dia 26 de agosto, para o curso a distância de atualização profissional para o...

Pai dança com a filha que tem paralisia cerebral em festa junina e emociona

Durante uma apresentação de dança de festa junina numa escola em Ceará-Mirim (RN), uma dupla chamou atenção de todos que assistiam. Um pai estava...

Tratando um câncer há 13 anos, tatuador doa lanche de hospital a morador de rua e boa ação vira projeto

O farol nunca ficava vermelho, sempre verde, mas aconteceu. Foi então que o tatuador Gustavo Franzoni começou a doar lanches para pessoas em situação...

Em vídeo fofo, menina faz piquenique para coletores de lixo em sinal de agradecimento

Sempre que o caminhão do lixo passa na rua da Luisa, 5 anos, ela para pra cumprimentar os coletores. Ela sabe o nome de...

Instagram