Adobe renova gratuitamente plano de estudante que relatou ‘erro’ da empresa

A estudante do quarto ano de arquitetura, Raíssa Melo de Souza, comprou no ano passado o plano Creative Cloud da Adobe, que tem duração de um ano. Ou seja, caso não o comprasse novamente, não poderia mais usar todos os programas oferecidos. Porém, quando foi checar o sistema, apareceu que o plano estava pago por mais um ano – sem ela gastar um tostão! 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Preocupada, Raíssa entrou em contato com a Adobe para descobrir o que havia acontecido. “Eu sabia que era anual o pacote. Quando vi que estava renovado para mais um ano, eu entrei em pânico primeiro. Olhei todas as minhas contas pra conferir que não tinha sido um débito automático ou coisa assim, porque eu estou juntando dinheiro e não tinha como pagar tudo aquilo agora. Depois falei com meus pais e meu irmão pra ver se eles tinham pagado. E então entrei no site da Adobe pra ver se tinha alguma coisa”, conta.

Pelo chat da Adobe, Raíssa foi atendida pelo Hugo, que pediu seu número de telefone para que entendesse melhor o ocorrido. Conversa vai, conversa vem, foi constatado o erro e Raíssa entendeu que só conseguiria usar novamente o pacote se o comprasse.

O que é justo é justo. Eu estava bem chateada de não poder pagar por mais um ano, mas não era justo ficar com algo que não paguei. É a mesma coisa de usar software pirata. Sei que alguém se esforçou muito pra fazer aquele software e tem o seu custo. É um custo realmente alto e inacessível para muita gente, mas é o custo”, afirma.

estudante olhando pela janela
Raíssa foi honesta ao informar o erro da Adobe e, no final, foi premiada! Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Adobe premia honestidade da estudante

De fato, não era justo, mas a honestidade de Raíssa fez tudo ser diferente. “Ele falou que apesar do erro, eles decidiram não cancelar o pacote e me deixar utilizar por esse ano todo. E agradeceu pela minha honestidade, dizendo que precisamos de mais pessoas assim no mundo”, revela.

Leia também: 

Softwares como Photoshop e InDesign são os queridinhos de Raíssa, que graças ao novo plano vai poder se aperfeiçoar no Illustrator e se arriscar nos programas de vídeo que o pacote oferece, tudo o que ela mais quer hoje!

O bacana é que, quando perguntada se outras pessoas teriam uma atitude igual a dela, Raíssa não hesitou: “Eu acredito sim que mais pessoas poderiam ter essa mesma atitude. Não acredito que sejam todas as pessoas, mas muita gente sim”.

Pra fechar, Raíssa entende que hoje todos precisamos compartilhar coisas boas em vista de tanta coisa ruim que vemos diariamente.  “A gente tem ‘razões para acreditar’ quando a gente ouve/lê sobre coisas boas que acontecem por aí. Então temos que contar”, finaliza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

razões para acreditar

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,560,438SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudante canadense dá aula de inglês para moradores de rua no Rio de Janeiro

Enquanto muitos brasileiros passam por moradores de rua como se eles nem estivessem lá, a canadense Melina Cardinal, de 21 anos, senta no chão com eles três...

Irmãos cadeirantes que se separaram em fuga da Síria se encontram 6 anos depois

O sonho de Alan Mohammad, de 31 anos, torna-se realidade: ele finalmente reencontra sua família que havia sido separada pelo conflito na Síria.

Em emocionante reencontro, garoto agradece jovem que tirou o próprio tênis para ajudá-lo no metrô de SP

O garoto que pedia por ajudar em metrô de SP foi surpreendido quando o jovem tirou o próprio tênis dos pés e entregou para ele.

Restaurante em NY serve comida de alta qualidade de graça para quem precisa

Entre pela porta da frente do Masbia e você será recebido por um anfitrião, sorridente, que então vai levá-lo à sua mesa. Depois, um garçom igualmente amigável irá lhe oferecer uma gostosa e nutritiva refeição kosher, uma salada fresca e uma bebida. A única diferença entre o Re os outros restaurantes de Nova York vem no final de cada refeição, quando não há cobrança nenhuma.

Como forma de gratidão, filho realiza sonho de infância da mãe de ter uma boneca Emília

Se tem algo que me deixa profundamente emocionado é ver filhos reconhecendo o esforço que os pais fizeram (ou ainda fazem) na criação deles, e que...

Instagram