Adolescente é adotada a duas semanas de completar 18 anos no DF

Mais do que ganhar um pai e uma mãe, a adolescente Mariana Rocha reencontrou a irmã biológica dela. Ela foi adotada a duas semanas de completar 18 anos e ter que sair do orfanato onde morava, em Cidade Ocidental, no Distrito Federal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mariana viveu 15 anos em abrigos e lembra que não tinha mais esperança de ter uma família até conhecer a cabeleireira Lucélia Rocha e o pintor Laurentino Rocha. O processo de adoção foi formalizado no dia 3 de julho.

A adolescente reencontrou a irmã biológica dela, Maiara. Dois anos mais velha, Maiara teve que deixar o orfanato quando completou a maioridade. Sem ter para aonde ir, ela acabou indo morar nas ruas de Cidade Ocidental.

Leia também: Sempre cabe mais um: família já adotou 5 e hospedou outras 22 crianças que esperavam por adoção

adolescente adotada reencontra irmã biológica
Mariana e Maiara. Irmãos reunidas! Foto: Aline Caetano/TJ-GO

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A notícia de que ela estava morando nas ruas chegou até o antigo diretor do orfanato onde as duas irmãs estavam. Lucélia conhece o ex-diretor, que perguntou se a cabeleireira poderia ajudá-lo a tirar Maiara das ruas. “Preocupado, ele me perguntou se eu podia ajudar e que ela precisava de uma casa. Eu falei: uma casa eu tenho”, disse Lucélia para o G1.

No caso de Mariana, primeiro, Lucélia e Laurentino pediram uma autorização judicial para que a adolescente pudesse passar o Natal na casa deles e uma parte das férias dela, apesar de Mariana demonstrar uma certa resistência à ideia. Depois desse período com a família, ela não queria mais saber de voltar para o abrigo.

Leia também: Mãe biológica enxuga lágrima de mãe adotiva após fim do processo de adoção

“Ela pediu para ficar conosco e foi um momento de muita emoção alguém escolher andar com a gente. Não temos vida boêmia, moramos em área rural. Ela que nos acolheu”, comentou Lucélia.

Mariana não poderia estar mais feliz e realizada! Agora, ela olha para o futuro com muitas razões para acreditar que dias melhores virão. Ela quer seguir os passos de sua irmã [adotiva] mais velha: estudar aviação para ser aeromoça. Voa, Mariana! ✈

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito da foto de capa: Diomício Gomes/O Popular

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,558,019SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Reação de um bebê de 8 meses, ao ouvir sua mãe pela primeira vez

Já mostramos aqui no RPA, a reação de criança de 2 anos ao ouvir a voz de sua mãe pela primeira vez, agora mostramos algo...

Após filho revelar ser gay, pastor homofóbico funda templo religioso que apoia a comunidade LGBT

A revelação do próprio filho de que ele era gay mudou para sempre a percepção do Reverendo Danny Cortez, da Igreja Batista New Heart...

Após casa de idoso ser ofendida por adolescentes, comunidade faz grande surpresa para ajudar

Tudo começou no mês passado, depois que dois adolescentes em Pendleton, Oregon, insultaram um homem de 75 anos de idade sobre a condição de sua...

Johnny Depp explica o real motivo das suas visitas a hospitais infantis

O ator Johnny Depp já foi visto algumas vezes visitando crianças em hospitais e escolas caracterizado de seu personagem mais famoso e querido pelos...

Jovem astrônomo vende empadas na rua para conseguir comprar seu telescópio e estudar

O Arthur tem 17 anos e um sonho muito grande: ser astrônomo. Ele sempre quis ter um telescópio para ajudar nos estudos, mas não...

Instagram