Adolescente é adotada a duas semanas de completar 18 anos no DF

Mais do que ganhar um pai e uma mãe, a adolescente Mariana Rocha reencontrou a irmã biológica dela. Ela foi adotada a duas semanas de completar 18 anos e ter que sair do orfanato onde morava, em Cidade Ocidental, no Distrito Federal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mariana viveu 15 anos em abrigos e lembra que não tinha mais esperança de ter uma família até conhecer a cabeleireira Lucélia Rocha e o pintor Laurentino Rocha. O processo de adoção foi formalizado no dia 3 de julho.

A adolescente reencontrou a irmã biológica dela, Maiara. Dois anos mais velha, Maiara teve que deixar o orfanato quando completou a maioridade. Sem ter para aonde ir, ela acabou indo morar nas ruas de Cidade Ocidental.

Leia também: Sempre cabe mais um: família já adotou 5 e hospedou outras 22 crianças que esperavam por adoção

adolescente adotada reencontra irmã biológica
Mariana e Maiara. Irmãos reunidas! Foto: Aline Caetano/TJ-GO

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A notícia de que ela estava morando nas ruas chegou até o antigo diretor do orfanato onde as duas irmãs estavam. Lucélia conhece o ex-diretor, que perguntou se a cabeleireira poderia ajudá-lo a tirar Maiara das ruas. “Preocupado, ele me perguntou se eu podia ajudar e que ela precisava de uma casa. Eu falei: uma casa eu tenho”, disse Lucélia para o G1.

No caso de Mariana, primeiro, Lucélia e Laurentino pediram uma autorização judicial para que a adolescente pudesse passar o Natal na casa deles e uma parte das férias dela, apesar de Mariana demonstrar uma certa resistência à ideia. Depois desse período com a família, ela não queria mais saber de voltar para o abrigo.

Leia também: Mãe biológica enxuga lágrima de mãe adotiva após fim do processo de adoção

“Ela pediu para ficar conosco e foi um momento de muita emoção alguém escolher andar com a gente. Não temos vida boêmia, moramos em área rural. Ela que nos acolheu”, comentou Lucélia.

Mariana não poderia estar mais feliz e realizada! Agora, ela olha para o futuro com muitas razões para acreditar que dias melhores virão. Ela quer seguir os passos de sua irmã [adotiva] mais velha: estudar aviação para ser aeromoça. Voa, Mariana! ✈

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito da foto de capa: Diomício Gomes/O Popular

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,089,429SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Até 2020 todos os consumidores terão acesso fácil aos pontos de coleta de cápsulas, anuncia Nespresso

Uma xícara de café expresso pode proporcionar uma experiência sensorial incrível e nem por isso ser nociva ao meio ambiente.

Declarações de amor nas alturas! Encurtando a distância entre os namorados

Quebrar a rotina é sempre algo muito bom, mas quebrar a rotina escutando declarações de amor como essas é sensacional! Vejam e preparem os...

Mulher de 78 anos constrói casa com garrafas PET em uma das regiões mais pobres de El Salvador

María Ponce construiu uma casa com garrafas de plástico com 78 anos de idade. Se tornou uma casa encantada por sua proprietária, artisticamente construída....

Iti Malia! Bebê com síndrome de Down sorri para mãe adotiva e vídeo viraliza

Um vídeo viral que circula nas redes sociais mostra uma bebê com síndrome de Down abrindo um lindo sorriso para sua mãe adotiva. A bebê...

Avô e neto com cicatriz idêntica no peito fazem ensaio para imortalizar a união

Jim Simpson, 74 anos, e seu neto, James O’Leary, 6 anos, fizeram uma cirurgia no coração no mesmo dia, mas com uma diferença de...

Instagram

Adolescente é adotada a duas semanas de completar 18 anos no DF 3