Adolescente de 14 anos é aprovado pela segunda vez em vestibular para Medicina

0
672

O adolescente Caio Temponi coleciona aprovações em vestibulares e acaba de conseguir mais um feito: passou em medicina pela segunda vez, desta vez, aos 14 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Caio foi aprovado na última edição do vestibular de medicina da Universidade de Fortaleza (Unifor), aos 13 anos, e agora repete a dose!

Ele já havia sido aprovado em primeiro lugar para o curso de direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e foi classificado, também em primeiro lugar, no vestibular para Administração na Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Ano passado, Caio ficou em primeiro lugar no exame da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), em Barbacena (MG), acertando todas as questões. Agora, ele se prepara para o concurso do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

O currículo de aprovações não termina por aí. Ainda neste ano, o estudante foi medalha de ouro na 28ª Olimpíada Internacional de Matemática de Maio, na categoria até 13 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele concorria com estudantes de outros 12 países e foi o único brasileiro a conquistar essa façanha. De quebra, alcançou a maior nota do exame: 44 pontos, contra 34 dos segundos colocados.

Recentemente, Caio ficou em 13º lugar no concurso da Academia das Forças Aéreas (AFA).

Rotina de estudos

Seus pais fazem um cronograma de estudos que é seguido diariamente.

“Para que eu possa estudar e não perder tempo em procurar conteúdos e matérias, meu pai faz o cronograma. Isso me facilita muito, pois quando vou estudar, não perco tempo”, disse.

A rotina é “puxada” e cheia de atividades ao longo da semana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Acordo às 7h30 e às 8h já pego nos estudos. Começo revisando os conteúdos que aprendi, e vejo vídeos de materiais que vou iniciar, por exemplo, física e química, que para o ITA é muito difícil, e como eu pulei alguns anos, ainda não tinha visto muitas matérias, e estou tendo que aprender em poucos meses para a prova”, explicou.

Além disso, Caio faz exercícios sobre os conteúdos. Tudo isso antes das 13h, horário que o garoto vai para a escola e fica até as 22h.

“Nas terças e quintas tenho aula de inglês às 8h. Aos sábados e domingos, descanso, quando não tenho simulados na escola”, contou.

Caio também pratica técnicas de memorização criadas pelo dr. Fabiano de Abreu Agrela, pós-doc em Neurociências e membro de quatro sociedades de alto QI.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“O Caio vai ser o melhor profissional no ramo que ele escolher”, diz Fabiano.

“Às vezes vejo jovens com alto QI que não desenvolvem seu potencial como poderiam. Com o Caio não vai ser assim. Quero que ele seja uma inspiração para que crianças e jovens queiram estudar mais. Há uma diminuição comprovada da inteligência no Brasil. E uma das soluções é promover a cultura da leitura, do estudo”, finalizou.

*Com informações da assessoria de imprensa

Quer mais uma história inspiradora? Então, dá o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.