Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte

Clique e ouça:

Devido ao aumento de pessoas que tentam se suicidar e da depressão em todo o mundo, muitas pessoas têm procurado uma forma de ajudar pessoas com problemas emocionais. Uma adolescente de Sunderland, na Inglaterra, decidiu fazer sua parte para poder salvar algumas vidas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Paige Hunter, 18, é uma estudante universitária e também trabalha como assistente de vendas em uma loja local.

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 1

Em seu tempo livre, Paige escreve mensagens para estranhos que podem estar lutando com pensamentos negativos ou suicidas, na esperança de salvar suas vidas.

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 3

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 4

“Eu sei que você está cansado. Eu sei que você está fisicamente e emocionalmente esgotado, mas precisa continuar, ”diz uma das mensagens de Paige.

A adolescente gruda essas mensagens na Sunderland’s Wearmouth Bridge, uma ponte que virou um local onde pessoas costumam se suicidar. Até agora, ela já grudou quarenta mensagens com palavras positivas.

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu não estou dizendo a você que vai ser fácil “, outra mensagem diz. “Eu estou dizendo a você que vai valer a pena.”

A Superintendente da Polícia de Northumbria, Sarah Pitt, apresentou recentemente a Paige um certificado de elogio em nome da força policial, a fim de reconhecer sua contribuição à sociedade.

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 6

“A Paige demonstrou uma compreensão incrível das pessoas vulneráveis que precisam de apoio, e essa é uma maneira inovadora de alcançar as pessoas”, disse Sarah.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Para alguém tão jovem, Paige mostrou uma verdadeira maturidade e achamos que seria justo agradecer-lhe pessoalmente. Ela deveria estar muito orgulhosa de si mesma. É importante encorajar as pessoas a falar e aumentar a conscientização sobre questões de saúde mental e o impacto na vida das pessoas ”, continuou.

Paige permaneceu humilde sobre a atenção que recebeu, afirmando:

“Eu não estava fazendo isso por um prêmio; era apenas algo que eu queria fazer. Minha família está orgulhosa de mim e eu vou colocá-lo na parede. Eu só quero ajudar as pessoas e me disseram que já ajudei a salvar seis vidas”, contou.

Paige espera que seus esforços continuem a alcançar as pessoas que precisam de ajuda.

Se você está passando por algum problema emocional, procure um especialista em sua cidade ou ligue para o  CVV, Centro de Valorização da Vida. Ele realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Via

Fotos: reprodução

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,050,001FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,102SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Cãozinho é reprovado em treinamentos da polícia por ser ‘dócil demais’

E essa carinha de: "Alguém brinca comigo, por favor!"?

Vendedor de salgados é humilhado e recebe ajuda de vaquinha que bate R$70 mil em 24h

Rafael, que só tem uma das mãos, foi humilhado por cliente que não aceitou o atraso da sua encomenda de salgados.

“Eu quito!”, diz Tatá Werneck para seguidora que desabafou sobre dívidas na pandemia

A Tatá Weneck se ofereceu para pagar as dívidas de uma seguidora depois que ela postou um meme no seu Instagram. O meme é uma...

Jovem ‘zombada’ por vender sacos de lixo para ajudar a mãe não abaixa a cabeça

A estudante de enfermagem Clara Soares, 18 anos, vende sacos de lixo e panos de chão em Ceilândia (DF) para ajudar a mãe. Enquanto batia...

Instagram

Adolescente evita mortes deixando mensagens de esperança em ponte 19