Adolescente cria touca que reduz queda de cabelo de pacientes com câncer

A ideia de Maria Eduarda é fantástica e pode ajudar a solucionar um dos grandes dramas das pessoas que sofrem com câncer. Ela criou uma touca térmica que reduz a queda dos cabelos dos pacientes que fazem quimioterapia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Só quem já passou por isso ou tem algum familiar ou amigo nessa situação sabe o tamanho da importância da descoberta da adolescente. Duda criou a touca há 3 anos, quando ainda tinha 15 anos de idade, num projeto da Escola Luterano Concórdia, de São Leopoldo (RS).

Foram produzidas 4 toucas. “Para a confecção da touca foram testados vários produtos até encontrar aquele que realizasse vasoconstrição do couro cabeludo e evitasse a queda dos cabelos”, explicou Maria Eduarda.

Touca que reduz queda de cabelo de pacientes com câncer.
Touca térmica utiliza o calor para aquecer os fios e evitar a queda do couro cabeludo. Foto: Arquivo pessoal

O projeto foi idealizado por Duda e dois colegas de turma, que depois abandonaram a ideia. Ela teve apoio da professora de química e dos familiares, que financiaram o desenvolvimento das toucas. Cada touca custou em média R$ 15,00.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os brasileiros sempre se destacam com pesquisas sobre o câncer. É como a história da cientista mineira que descobriu um tratamento muito mais eficiente para o câncer de ovário.

Teste da primeira touca foi realizado com paciente na casa da Duda

Foram entrevistadas 428 pessoas durante o trabalho, entre pacientes, familiares e demais interessados no assunto. Os testes foram realizados na própria casa de Duda com uma paciente chamada Rarine. “A touca funcionou conforme o previsto, evitando a queda do cabelo”, disse Maria Eduarda.

De acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer, o Brasil deve ter novos 625 mil pacientes com a doença em 2020. “Queremos auxiliar aos pacientes com câncer a manter a sua autoestima para enfrentar este período tão difícil”, disse.

Toucas que reduzem a queda de cabelo de pacientes com câncer
Foto: Arquivo pessoal

O projeto já foi apresentado em eventos em Lima, no Peru, e em Barcelona, na Espanha, mas por falta de financiamento, Duda parou de produzir as toucas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Como não consegui patrocínio na época e patentear é muito caro, desisti do projeto. Ainda sim, hoje não penso em patentear, pois o intuito foi sempre não lucrar em cima disso, mas de ajudar, tanto é que as duas toucas que eu ainda tinha, eu doei. Mas assim que eu entrar na faculdade, vou retomar o projeto”, explicou.

E a gente espera mesmo, Duda, que sua ideia seja apoiada e que possa ajudar muitas pessoas! Quem quiser colaborar, pode fazer contato no perfil @dudaestrellaa

[A ideia da Duda pode ajudar muitos pacientes. E você também pode ajudar um adolescente que foi atropelado por um motorista bêbado e que sonha em voltar a andar usando uma prótese. Criamos uma vaquinha para ele na VOAA. Clique aqui e apoie.]

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

conteúdo original

 

 

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,508,125SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Marca faz diferente e leva comentários homofóbicos, racistas e preconceituosos para as telas como arte

A marca americana Nabisco / Honey Maid publicou recentemente um belíssimo comercial que contou com casais homossexuais e mestiços. Embora muitas pessoas que o...

Vaquinha para crianças que nasceram com má-formação arrecada 300 mil reais em poucas horas

Nesta última semana contamos a história das irmãs Melissa, de apenas 8 meses e Vitória, de 5 anos. Estes dois anjinhos nasceram com graves...

Jogadores do CSE-AL homenageiam repórter vítima de Covid-19 com camisa autografada e personalizada

O CSE-AL (Clube Sociedade Esportiva) prestou uma linda homenagem à família do repórter cinematográfico Falcon Barros, da TV Gazeta Alagoas, que foi vítima da...

Cientistas criam anticorpos que podem matar 99% das variações de cepas de HIV

Um "super-anticorpo" capaz de atacar 99% das cepas de HIV.

Professora troca festa de casamento com pessoas que mal conhecia e convida seus alunos

Os melhores convidados para uma professora que ama seus alunos.

Instagram