Advogada trans entra para lista da Revista Forbes de jovens mais influentes do Brasil

Pouco depois de se formar em Direito na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), onde era bolsista, a advogada Gabriela Augusto, 28 anos, fundou a “Transcendemos”, uma empresa de consultoria especializada em diversidade e inclusão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nos últimos anos, Gabriela, que se apresentou como mulher trans ainda na faculdade, tem se dedicado a atender empresas dos mais variados nichos com palestras, workshops, comitês de discussão e produção de materiais que promovem a inclusão e a diversidade.

Advogada trans entra para lista da Revista Forbes de jovens mais influentes do Brasil

“Enquanto parte de um grupo subrepresentado, enfrentei várias situações desagradáveis em empresas que pouco sabiam sobre o respeito às diferenças. Isso me motivou a fundar a Transcendemos Consultoria e trabalhar para que cada vez menos pessoas passem pelo que eu passei”, disse.

Recentemente, a consultora foi reconhecida pela tradicional Revista Forbes Brasil na lista “Under 30”, que destaca pessoas relevantes com menos de 30 anos, que estão revolucionando os negócios e transformando o mundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Advogada trans entra para lista da Revista Forbes de jovens mais influentes do Brasil

“Estou muito feliz porque essa não é só uma conquista individual. É algo que significa bastante para o grupo do qual eu faço parte”, disse a jovem.

“Antes, quando se ouvia a palavra “travesti”, era comum já imaginar algo ligado a marginalidade. Hoje isso está mudando. A cada dia que passa, vemos cada vez mais pessoas trans nas artes, na ciência, na publicidade e nos negócios”, completou.

No mês da visibilidade trans, Gabriela espera que esse reconhecimento sirva para inspirar outras pessoas trans sobre o fato de que elas podem e devem, sim, ocupar os espaços que quiserem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Trabalho na Transcendemos

Por meio de sua consultoria, Gabriela já atendeu grandes empresas como Gerdau, Google, Kraft-Heinz e Citi.

Seus principais projetos se baseiam em 6 pilares, conforme ela explica: “Diagnóstico (compreensão dos desafios que as organizações enfrentam em D&I); estratégia (estabelecimento de cronograma, metas e abordagens); aprendizagem (webinars, palestras e workshops); comunicação (apoio no desenvolvimento de campanhas, lançamento de iniciativas, etc.); talent acquisition (apoio na contratação de pessoas LGBT+, negros e negras, mulheres e outros grupos subrepresentados) e apoio contínuo (suporte a grupos de afinidade, revisão de políticas, gestão de eventos, etc.)”.

Esse processo é ancorado pela formação acadêmica da advogada, que possui cursos nas áreas de People Analytics, Gestão da Diversidade, Design Thinking e Facilitação. Ela também faz parte do Núcleo Inanna da PUC-SP, de pesquisa sobre Sexualidades, Feminismos, Gênero e Diferenças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução / LinkedIn: @gabriela-augusto

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,234,546SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira do rúgbi do Brasil recebe pedido de casamento da sua companheira em plena Rio 2016

A Olimpíada Rio 2016 segue emocionando a todos com momentos inesquecíveis. Certamente, uma das cenas que vão entrar para a história dos Jogos é...

Escola pública transforma espaço vazio em horta

A E.E. Professora Maria da Conceição Oliveira Costa, na zona leste da capital, juntamente com a ONG Cidades sem Fome, transformaram um espaço vazio...

Homem encontra R$ 40 mil e devolve: “Todo mundo precisa, mas tem que ser dinheiro limpo”

Não, o Seu Clóvis Barcelos, 66 anos, de Antônio Prado, no Rio Grande do Sul, não quis ficar com os R$ 40 mil que...

Casal ajuda mãe humilhada após pedir bolo de aniversário para o filho de 2 anos

A mãe queria muito um bolinho de aniversário para o filho de dois anos, ao invés de empatia, recebeu críticas e julgamentos.

Instagram