Afegã grafita as ruas de Cabul para mostrar que “a burca não é uma jaula”

Considerada uma das dez melhores artistas do Afeganistão, Shamsia Hassani grafita as ruas de Cabul para mostrar que “a burca não é uma jaula”. Aos 25 anos, a artista de rua acredita que a liberdade não é o que vestimos, mas “o que decidimos, o que dizemos, o que fazemos para estarmos confortáveis e para termos paz”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para esta jovem professora de arte da Universidade de Cabul, mudar o sentido da burca com a arte para mostrar mulheres felizes é uma forma de mudar como as pessoas enxergam a mulher. Ela não se engana: existem outros grandes problemas em sua sociedade. Mas crê que, mesmo com a burca, as mulheres podem fazer de tudo: estudar, trabalhar, fazer arte e muitas outras atividades.

Por ser mulher, seu trabalho como artista é complicado: a reação negativa das pessoas – inclusive de outras mulheres – e os problemas de segurança são alguns dos motivos que a impedem de pintar seus grafites em ruas que não conhece.

Fonte: Super Interessante

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,769,066SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Tumblr mostra que famosos são gente como a gente e usam transporte público

Embora o uso de transporte público por qualquer pessoas, incluindo famosas e políticos, não devesse ser algo que cause estranheza, é. Mas algumas dessas celebridades...

Animador da Pixar lança curta sobre experiência com seu filho autista

No mês passado, a Pixar lançou três novas animações, que fazem parte do projeto "SparkShots". Uma delas é Float ("Flutuador", em tradução livre). O curta-metragem apresenta...

Um jogo que ajuda crianças em isolamento hospitalar a brincar umas com as outras

Todo o mundo imagina como deve ser entediante a obrigação de permanecer sozinho em um quarto de hospital para o bem da própria saúde....

Nova coleção da Turma da Mônica aborda temas como ansiedade, luto, tristeza e medo

Com ilustrações de Maurício de Sousa, os personagens da Turma da Mônica devem provocar empatia e identificação da criança com conflitos apresentados.

Como este casal de idosos viaja o mundo sem um tostão há 20 anos

Mary e Alan mostram que é possível: "Você é livre agora e suas decisões vem do seu coração, não da sua cabeça”.

Instagram