Agricultores que cultivam cacau sentem o sabor de chocolate pela primeira vez

Chocolate. Indiferente da sua preferência, o amor por ele é algo universal, compartilhado entre nós. Após o jantar ficamos ansiosos por ele, celebramos aniversários e feriados com ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, para os agricultores de cacau de M’batto da Costa do Marfim, o círculo não se fecha, eles nunca tinham provado chocolate, alguns nem sabiam nem o que era. Até que Selay Marius Kouassi, correspondente da TV Metrópolis da França, visitou e ofereceu a eles o sabor de sua primeira barra de chocolate.

A Costa do Marfim é um pequeno país na costa oeste da África, é o líder produção mundial de grãos de cacau, o principal ingrediente do chocolate. Muitos dos agricultores têm trabalhado a vida toda com a colheita dos grãos de cacau, rodeados por eles há décadas, mas inacreditavelmente, nunca haviam provado o gosto do produto acabado.

Os agricultores de cacau estão na parte inferior da cadeia de fornecimento global, que permanece “firmemente contra [eles]”. Os comerciantes, processadores, exportadores e fabricantes ficam em cima dos agricultores, exigindo uma margem de lucro maior. Os agricultores têm pouco poder de barganha e por isso acabam recebendo o mínimo para seu produto.

N’Da Alphonse é o primeiro agricultor em dar uma mordida, ele diz que nem sabe para quê o cacau é utilizado. Ele só faz sete euros por dia. Em M’batto, uma barra de chocolate custa dois euros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Selay oferece a ele uma barra para comer, e ele imediatamente se surpreende. “Eu não sabia que o cacau era tão gostoso,” ele diz. “Delicioso”.

Ele leva outra barra para os amigos dele. Quando um homem experimenta e fala: “É mesmo 100% de certeza que isso é feito de grãos de cacau?”

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=zEN4hcZutO0#t=29″]

Os trabalhadores agrícolas passam a barra uns para os outros, maravilhados com o gosto e fazendo brincadeiras com Selay. Eles estouram de alegria quando uma terceira barra é oferecida.

“Reclamamos porque o cultivo de cacau é trabalho duro,” diz um dos trabalhadores, dando sua primeira mordida. “Agora podemos desfrutar o resultado. Que privilégio em provar isso.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

agricultores-chocolate-1 agricultores-chocolate-2 agricultores-chocolate-3 agricultores-chocolate-4

agricultores-chocolate-5 agricultores-chocolate-6 agricultores-chocolate-7

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,411,289SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino de 4 anos com síndrome de Down ajuda a cuidar dos três irmãos com deficiência

Jeremy e Nicole Clark se apaixonaram, casaram-se e logo estavam pensando em quantos filhos queriam ter. Chegaram à conclusão que seriam quatro. O planejamento pode...

Bertópolis (MG) é a primeira cidade do país a incluir língua indígena no currículo escolar

A ideia é afastar o ‘medo’ que as crianças têm dos indígenas e aproximá-las da cultura da tribo Maxakali.

Após ser constrangido em agência, haitiano recebe ajuda de PMs em Santa Catarina

O imigrante haitiano Luckner Gaspar mudou-se para o Brasil recentemente na esperança de dias melhores e mais prósperos para ele e sua família. Ele...

Japão tem asilo para cães-guias aposentados

O trabalho de cães-guias tem sido cada vez mais importante na reabilitação de pessoas com deficiências visuais, auditivas, mentais e físicas hoje em dia....

Mãe traz bebê de volta à vida depois 2 horas de abraços

Que o toque e o cheiro da mãe são importantes para o bebê não é novidade. Mas podem ser mais poderosos do que você...

Instagram