Pela 1ª vez em 240 anos, águias-rabalvas dadas como extintas são vistas na Inglaterra

Por séculos, as águias-rabalvas foram caçadas e perseguidas pelos seres humanos. Grande parte do seu habitat natural foi contaminado ou ocupado por nós, desde o norte da Europa até a Ásia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No Reino Unido – formado por Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, essas imponentes aves quase foram extintas.

Felizmente, de forma triunfante, elas estão retornando – aos poucos.

águias-rabalvas são vistas novamente inglaterra
Foto: Mike Crutch/Forestry England

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Até 2001, essas águias eram dadas como extintas na região do Parque National Glenveagh, na Irlanda, quando, com a ajuda da ONG Golden Eagle Trust, foram reintroduzidas no ecossistema, recuperando sua população.

Já na Inglaterra, as águias-rabalvas haviam sido declaradas extintas das costas e falésias após séculos (!) sem serem vistas. Até que algo incrível aconteceu: um espécime foi visto sobrevoando a cidade de York e ‘reconhecendo’ o local.

águias-rabalvas são vistas novamente inglaterra
Foto: Emma Thurlow/Roy Dennis Wildlife Foundation

De fato, esta é a primeira vez em 240 anos que uma águia-rabalva é vista em território inglês! 😱

Ajude reserva ambiental do Amapá a não fechar as portas. Clique aqui e saiba como ajudar!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Trabalho de preservação

Isso se tornou possível graças a um trabalho conduzido pelas ONGs Roy Dennis Wildlife Foundation e pela Forestry England, que, por cinco anos, trabalharam ativamente para proteger as aves em outros territórios e incentivar alguns casais a retornarem para seu antigo lar e acasalarem.

“Passei boa parte da minha vida trabalhando na reintrodução desses pássaros incríveis e, por isso, vê-los subir aos céus da Ilha de Wight foi um momento verdadeiramente especial”, disse Roy Dennis, o homem por trás do plano de recuperação da espécie.

“O estabelecimento de uma população de águias-rabalvas no sul da Inglaterra ligará e apoiará as populações emergentes dessas aves na Holanda, França e Irlanda, com o objetivo de recuperar as espécies na metade sul da Europa. A equipe está satisfeita pelo projeto ter cumprido um dos objetivos do plano ambiental antes do prazo estabelecido pelo governo”, concluiu.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: GNN

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,279,775SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Lucas Lucco cancela shows em 2020: “não tem mais espaço para entretenimento pago”

Lucas Lucco não fará mais shows em 2020. O cantor cancelou toda a agenda deste ano por conta da pandemia do coronavírus. Só volta...

Prefeitura de SP vai pagar salário mínimo para travestis poderem estudar

A prefeitura de São Paulo anunciará no fim do mês a criação de uma bolsa de um salário mínimo mensal (R$ 788) para que,...

Terapeuta conquista diploma no ensino superior vendendo coxinhas

Após anos de lutas, estudos e dificuldades, Samires Souza, jovem de 23 anos, agora é terapeuta ocupacional. A conquista do título, porém, foi cercada...

Garotinha dá ‘tchau’ e abraça desconhecidos antes de ir embora de evento

É, a maioria das crianças não gostam muito quando algo chega ao fim. Muitas tendem a fazer birra, escândalo e drama quando alguma brincadeira...

Homem perde tudo em enchente de SP e comove repórter ao pedir ajuda

Uma matéria sobre as enchentes de SP rendeu muita emoção. O repórter Rafael Ihara entrevistou o Luiz, que teve a sua casa inundada pelas...

Instagram

Pela 1ª vez em 240 anos, águias-rabalvas dadas como extintas são vistas na Inglaterra 3