SOS Amapá: saiba como ajudar as famílias que estão sofrendo com apagão que já dura uma semana

Depois do incêndio que atingiu na terça-feira (3) a subestação de energia no Amapá, muita gente ficou sem energia. E isso já tem 8 dias, gente!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No incidente em questão, três transformadores foram acometidos pelo fogo, sendo que um deles já estaria parado, por estar em manutenção desde 2019.

A população inteira vem sofrendo com perdas e diversas outras dificuldades, pois não há luz na maior parte do estado. Famílias estão sem água e perdendo seus alimentos.

Inclusive, lançamos uma vaquinha na Voaa, para ajudar a Reserva Revecom, que perdeu toneladas de alimentos dos seus animais resgatados. Faça a sua contribuição.

reserva perde toneladas de alimento

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas além da nossa vaquinha, outra gente do bem também vem se movimentando para dar um suporte ao povo do Amapá.

Reunimos alguns pontos de coletas para que vocês possam deixar doações ou ajudar de alguma forma a população do estado.

Pontos de Coleta para doações ao Amapá

No Instagram, alguns perfis vêm recolhendo doações diretas ou através de vaquinhas online. Vocês podem entrar em contato com:

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o pouco de muitos, a água está chegando àqueles que mais precisam. #SOSAMAPA #SOSAPAGAO

A post shared by Amapá Solidário (@amapasolidario) on

No Amapá, dois órgãos públicos entraram na campanha para recolher donativos para a população. São eles:

  • Justiça Federal, na Rodovia Norte-Sul, s/nº, Infraero II;
  • Ministério Público do Amapá (MP-AP), na Rua do Araxá, s/nº, Araxá.

Os órgãos órgãos públicos e entidades da magistratura no Pará disponibilizaram dois pontos de coleta na cidade. São eles:

  • A sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) na av. Gov. José Malcher, nº 652
  • Aeroporto Internacional de Belém, na antiga sala dos Correios

Para quem desejar fazer doações em dinheiro, os valores podem ser depositados nas seguintes contas:

  • Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 8ª Região – Pará e Amapá (Amatra8):
    Caixa Econômica Federal
    Agência 2806
    Conta 400059-7
    Operação 003
    CNPJ: 04.572.996/0001-60
  • Associação dos Magistrados do Estado do Pará (Amepa):
    Banco do Brasil
    Agência 2946-7
    Conta 224747-0
    CNPJ: 05.078.449/0001-96

Também no Pará, a base da companhia aérea Azul está recebendo doações, como água mineral e alimentos não perecíveis. Basta deixar os insumos no aeroporto, que eles serão encaminhados. Até o momento, a Azul conseguiu enviar 12 toneladas de doações para o Amapá.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vamos ajudar a população do Amapá!

 

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,253,471SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após improvisar com canos de PVC, mãe compra andador para filha com ajuda da vaquinha do Razões

De Magé (RJ), a Larinha, 4, nasceu com Pallister-Killian, uma síndrome rara que a deixa sem força nas perninhas, não conseguindo andar. Para a...

Wiley, o simpático dálmata que nasceu com um coração no nariz

Wiley é um dálmata de um ano de idade que ganhou fama na internet por sua inconfundível mancha de nascença em forma de coração...

As melhores coisas da vida não são coisas, são gestos

Já falamos várias vezes aqui no RPA que, mais que educação no sentido de alfabetização, temos a educação  que se ganha de família, tradições, cultura,...

Moradores da Bahia sem acesso à eletricidade ganham lampiões movidos a energia solar

Por The Greenest Post Atenção a contradição: apesar de manter a maior número de usinas de energia eólica em seu território, o Nordeste ainda tem a maior concentração de...

STJ define que homossexuais podem adotar crianças de qualquer idade

O STJ negou um pedido do Ministério Público do Paraná que queria impedir uma pessoa de adotar crianças de até 3 anos.

Instagram