Aluna indígena dá show em redação do Enem e sonha em ser dentista para atender comunidade

Moradora da comunidade Xokó, no Sergipe, a jovem indígena Ana Beatriz Rosa Lima, 18 anos, foi destaque entre os estudantes da rede estadual que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Depois de muita garra e dedicação, veio o resultado: 940 pontos na redação. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ana é estudante do Colégio Indígena Estadual Dom José Brandão de Castro e, pela terceira vez, realizou as provas do Exame. Seu sonho é cursar Odontologia e, depois, voltar para sua comunidade, localizada na Ilha de São Pedro, para atender seus conterrâneos. 

Suas participações anteriores no Exame foram como ‘treineira’, conquistando 540 e 680 pontos na redação, respectivamente. Mas, desta vez, ela se superou e agora comemora os 940 pontos na prova.

Aluna indígena dá show em redação Enem e sonha em ser dentista para atender comunidade
Foto: Governo do Estado de Sergipe

“A minha preparação se deu com as aulas on-line, aulões organizados pelos professores, além das videoaulas da internet. Eu também assistia às lives do curso pré-universitário da rede estadual e fazia os simulados de redação”, conta a estudante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Ana mora com seus pais e o irmão e sempre recebeu apoio da família. Aliás, sua mãe, Ângela Apolônio Lima, é diretora do colégio onde a jovem estuda e acompanhou de perto a dedicação da filha.

“Não podemos deixar de expressar nossa alegria e o nosso orgulho ao ver a nossa Ana Beatriz, que sempre foi uma aluna dedicada desde que iniciou os estudos, no 1º ano do ensino fundamental”, declara a mãe.

Aluna indígena posa para foto sorrindo de cocar
Foto: Governo do Estado de Sergipe

Segundo a garota, as aulas da professora de Língua Portuguesa, Mariana Apolônio, ajudaram muito. Mariana promoveu diversas oficinas de redação e chegou a propor um tema bem parecido com o que foi pedido no Enem.

Uma futura dentista

Se Ana passar no vestibular, ela terá que sair da comunidade para estudar na UFS, mas, assim que terminar os estudos, pretende voltar para casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Quando eu me formar, meu sonho é retornar, pois sei que aqui há esse espaço para trabalhar. Quero ser dentista aqui e ajudar a minha comunidade“, afirmou.

Temos certeza de que você realizará seu sonho, Ana! Assim como foi com a Dra. Dara, índia que se tornou a primeira médica de uma aldeia no MS. Vai com tudo, garota! 💜

Fontes: Governo do Estado de Sergipe e A8SE


Mais uma história inspiradora? Temos! Dá o play!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,857,801SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino de 5 anos pedala 3km à noite, debaixo de chuva, para salvar pai de infarto

O menino deixou a irmã de dois anos com o pai inconsciente e pegou a bicicleta para ir até o trabalho da mãe, que fica 12 quilômetros de distância da sua casa.

Adidas já vendeu 1 milhão de tênis feitos com plástico retirado dos oceanos

Ainda bem que várias empresas já entenderam a importância das iniciativas que promovam o cuidado com o meio ambiente, como é o caso da...

Atacante brasileiro interrompe carreira na Europa para se dedicar ao filho de 2 anos com câncer

Assim que descobriu que o filho de apenas 2 anos havia sido diagnosticado com câncer neuroblastoma já em estágio 4, o jogador de futebol...

Adoção é o tema da campanha de Dia dos Pais de O Boticário

Se no Dia dos Namorado eles deram o que falar (relembre aqui), a marca O Boticário não vai ficar devendo em nada para sua...

Instagram