Alunos ajudam professora trans a pagar a cirurgia de redesignação sexual

Os alunos da professora de Português e Literatura Danieli Balbi fizeram uma grande mobilização para levantar o dinheiro necessário para ela fazer a cirurgia de redesignação sexual. Ela se descobriu trans aos 12 anos e há dois iniciou sua transição, começando pela mudança dos seus documentos e nome social.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu precisava da cirurgia e não tinha dinheiro, mas de qualquer jeito, eu tinha de realizar a cirurgia ainda este ano. Aí eu fiz uma campanha direcionada a alguns amigos, fiz um vídeo, disparei pra alguns amigos e familiares e recebi algumas doações. Logo em seguida, eu comecei a realizar alguns empréstimos [bancários] e depois disso eu lancei uma campanha na plataforma Kickante, tudo isso pra conseguir juntar dinheiro e, depois, amortizar as dívidas e os respectivos juros que havia contraído”, disse Danieli em entrevista ao E+.

Dani fez a cirurgia de troca de sexo no dia 22 de julho, paga com os empréstimos que conseguiu. A ideia era que o valor conseguido na plataforma, de R$ 40 mil, servisse para pagar o empréstimo. A cirurgia custou R$ 40,5 mil, na rede particular.

Os alunos do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAP UFRJ) foram fundamentais para a professora realizar seu sonho. Um grupo de alunos do 2º do ensino médio vendeu rifas, enquanto a comissão de organização da festa junina da escola providenciou barracas de vendas. O valor arrecadado, cerca de R$ 6 mil, foi doado integralmente à Danieli.

A professora fez questão de agradecer os alunos pela empatia demonstrada: “Meus alunos são uns queridos, são uns anjos”. Ela conta que em nenhum momento teve problemas com a direção do colégio, que é muito politizado e temas de inclusão estão presentes no dia a dia dos alunos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Recuperando-se da cirurgia, Danieli espera viver mais aliviada daqui pra frente. “A gente faz a cirurgia porque por trás disso existe um desconforto muito grande, um desajuste de imagem, da autoimagem, e não tem outro jeito a não ser recorrer a esse procedimento”, afirma.

Com informações do ESTADÃO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Dinamarca será o primeiro país do mundo 100% orgânico até 2020

A Dinamarca caminha a passos largos para se tornar o primeiro país do mundo 100% orgânico. O país nórdico está trabalhando forte para substituir os...

Este casal inspirador viaja o mundo em um carro ajudando cachorros abandonados

Se tem uma coisa que realmente importa na vida, é viver a nossa verdade e fazer o que realmente nos faz feliz. De que...

Mesmo com empresa parada, empresário se prontificou a fabricar máscaras para hospitais

Não achando justo sua máquina de laser parada, ele se prontificou a produzir protetores faciais para ajudar hospitais.

Pela 1ª vez na história, arquiteto negro, famoso por projetar escolas infantis, ganha “Prêmio Nobel” da Arquitetura

Nem em seus sonhos mais loucos, Diébédo Francis Kéré imaginava que iria voar tão alto e chegar tão longe com seu maior hobby e...

Jornalista faz série fotográfica de seus filhos brincando livremente na lama

“O Brincar da criança é a manifestação mais profunda do impulso que conduz ao fazer, sendo que neste fazer, o homem tem a sua verdadeira essência humana. Não seria...

Instagram

Alunos ajudam professora trans a pagar a cirurgia de redesignação sexual 3