Alunos desenvolvem aplicativos de preservação e valorização do Cerrado

Para retratar um dos maiores biomas brasileiros em suas diversas características, os professores de Geografia e Arte do​ sétimo ano do Ensino Fundamental II do Colégio Internacional Ítalo​ Brasileiro, em Moema, se uniram e desenvolveram um projeto de aplicativos do Cerrado Infinito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo o professor de Geografia Alexandre Lins, “o objetivo da atividade é resgatar a importância do cerrado como bioma formador de São Paulo e ressaltar a importância da sua preservação para a vida na metrópole”.

O processo de criação dos aplicativos do Cerrado

Na primeira fase do projeto, os estudantes vivenciaram o cerrado paulistano em visita ao Cerrado Infinito da Praça da Nascente, no bairro da Pompéia, uma recriação artística promovida pelo artista plástico Daniel Caballero, com base de plantas coletadas em terrenos baldios da cidade.

“A imersão no cerrado foi fundamental para a identificação e descrição das espécies e organização no ambiente virtual”, explica a professora de Arte Sabrina Quarentani.

Assim, foram criados 11 aplicativos, que viajam pelas localidades do cerrado e exploram as paisagens, fauna, flora e causas do desmatamento do domínio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotografias do bioma e análises das transformações do espaço como consequência da relação natureza-sociedade também estão entre os conteúdos encontrados no App.

A plataforma gratuita e aberta Fábrica de Aplicativos hospeda os 11 aplicativos do projeto interdisciplinar Cerrado Infinito.

O download é gratuito e disponível para Android e IOS. É só acessar o link https://goo.gl/f5kIRu

Os Apps Google For Education Google Earth, Arts & Culture, Classroom e Expeditions também foram utilizados para o desenvolvimento do projeto.

Sobre o Weducation

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Weducation engloba algumas das escolas mais tradicionais de São Paulo – o Colégio Internacional Vocacional Radial, no bairro do Jabaquara, o Colégio Internacional Ítalo Brasileiro, em Moema, e o Colégio Internacional EMECE, na Pompeia. O Colégio Mater Dei, com unidades nos Jardins, em São Paulo, e em São José dos Campos, é associado – a primeira escola do mundo a sediar o Google Learning Space.

cerrado cerrado

Fotos: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM








Alunos desenvolvem aplicativos de preservação e valorização do Cerrado 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,144,250SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes criam protetor solar com óleo de buriti para trabalhadores de baixa renda

De olho nas pessoas que trabalham debaixo do sol forte do Vale do Buriti, em Santana do Cariri (CE), uma dupla de estudantes do...

Chef de cozinha compra todo o estoque de vendedora ambulante que estava sem vender por conta da pandemia

Com a terceira onda da pandemia do coronavírus no Brasil, todos os comércios não essenciais foram fechados e, consequentemente, as ruas ficaram desertas. Dona...

UNICEF e Samsung lançam 2ª edição de maratona voltada à criação de APPs para escolas

A proposta é unir programadores e estudantes com o objetivo de promover o desenvolvimento de protótipos de aplicativos para dispositivos moveis, usáveis em sala de aula.

Depois de registro em cartório, candidatos de BH pedem votos para outros candidatos

Falamos aqui na semana passada sobre um grupo de candidatos a vereadores de Belo Horizonte que registrou em cartório o compromisso de doar 70%...

Jovem com paralisia cerebral passa no exame da OAB

Sempre vai ter quem nos diga que algo é impossível e sempre vai ter quem nos prove que nada supera o esforço e dedicação...

Instagram

Alunos desenvolvem aplicativos de preservação e valorização do Cerrado 3