Alunos aprendem a ler e escrever em Braille para acolher colega cega que fugiu da Síria

Olha só que iniciativa legal liderada pela professora Elena Venturini, da província de Bolonha, na Itália: ela ensinou Braille para toda sua turma poder ajudar e acompanhar uma colega cega que veio da Síria, para que ela se sinta mais acolhida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, os estudantes do ensino médio da Escola Vegetti, na província de Vergato, sabem ler e escrever usando o sistema de escrita tátil.

De acordo com a professora Elena, a ideia era aproximar a classe como um todo e claro, integrar a estudante com deficiência visual à rotina de tarefas. Isso foi possível através do projeto escolar “Erasmus+Solidarité”, cujo lema é “se colocar no lugar do próximo e aprender algo em prol dele” – no caso, o Braille.

alunos aprendem braille acolher colega cega

A adolescente fugiu da guerra na Síria há dois anos com a família, e vinha encontrando dificuldades em se integrar à nova escola.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com a ajuda de Elena e da professora francesa Mariateresa Verderame, que coordenou o projeto, os alunos organizaram um workshop de aprendizado do isstema tátil.

alunos aprendem braille acolher colega cega

Em entrevista ao portal Corriere Bologna, a professora Mariateresa disse que a estudante síria ficou muito feliz com a iniciativa dos companheiros, acrescentando que aqueles que sofrem de alguma deficiência sempre sente, que “falta algo”.

Neste caso, o fato de a família ter vivido a guerra, marcou a menina com cicatrizes profundas, que precisam ser melhor cuidadas.

A julgar pelo entusiasmo com que os alunos têm abordado este projeto, os professores têm a certeza de que eles serão mais sensíveis e que crescerão mais conscientes!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja também:

Fonte: Positizie
Fotos: Reprodução / Positizie

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,230,881SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Universidade Federal de Roraima (UFRR) tem o primeiro reitor indígena do Brasil

O novo reitor será importante para ampliar o acesso dos povos indígenas no ensino superior do país, na graduação e pós-graduação. “Queremos, com muito diálogo e com uma gestão compartilhada, trabalhar para ampliar o ensino superior para os povos indígenas”, afirma o reitor.

Artista transforma cenário urbano com intervenções hiperrealistas

Para que muros brancos e sem vida na cidade se podemos ter obras como esta? Patrick Commecy é um artista francês especializado em intervenções urbanas...

Com o apoio de influenciadores gamers, jovem com doença rara ganha respirador que precisava para viver

Lembra da vaquinha da VOAA para o Samuca? Pois é, compramos o respirador para ele, gente! Samuel, de Jaboatão dos Guararapes (PE), é um...

Sem cobrar nada, aposentada distribui café pelas ruas de seu bairro

Pequenos gestos de gentileza fazem a diferença na vida das pessoas, e sempre mostramos histórias que nos provam isso. Conheçam Eunice Araújo, dona de casa...

Pai comove internautas ao ajudar filho com paralisia a jogar futebol [VÍDEO]

Genteee, que risada mais gostosa! Esse pai, lá de Portugal, encontrou uma maneira de jogar futebol com o filho, que tem paralisia cerebral, e...

Instagram