Alunos avaliam pais para diminuir evasão nas reuniões e a ideia dá certo

Já pensou seu filho chegar da escola com um boletim com notas sobre sua participação na vida escolar dele? A atividade acontece em uma escola de Ananindeua, no Pará, para diminuir a evasão dos pais nas reuniões com os professores.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pais sempre exigem dos filhos boas notas, mas não se atentam às suas obrigações na vida escolar do filho e em momentos também fora da escola, importantes para o rendimento escolar da criança. Durante uma atividade realizada para as famílias, a direção da escola percebeu que os alunos precisavam falar sobre isso.

Foi assim que surgiu a ideia do boletim para pais de alunos do 3º ao 9º do Ensino Fundamental. “Sabemos que o aluno vence muitas etapas para chegar até a sala de aula, e na maioria das vezes os pais não se atentam para o aspecto emocional, que está diretamente ligado ao aspecto cognitivo”, conta Suellen Raiol, coordenadora pedagógica do Hotel Escola Girassol, ao Razões para Acreditar.

Criamos o boletim para fortalecer a relação da família com a escola. Entendemos que o indivíduo precisa estar emocionalmente saudável para aprender e que a família é fundamental para esse desenvolvimento. Vimos a necessidade de um choque de reflexão nos pais. Nada que os ofendesse, porém aquilo que muitos filhos sentem foi avaliado através de notas”, acrescenta Raiol.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela conta que os pais ficam ansiosos para saber como estão sendo avaliados pelos filhos. Depois que o boletim foi implantado, o número de faltas nas reuniões caiu para 5, em turmas que têm no máximo 20 alunos. A média de faltas antes era de 15.

Para aproximar ainda mais a família da escola, a direção também promoveu um encontro que chama “Eu e minha Família”. Os pais foram convidados a escrever uma carta para seus filhos, dizendo o significado que eles têm, suas qualidades e o que desejam para a vida das crianças.

“No ano passado, foi um sucesso. Muita emoção e muito amor envolvido nesse momento. Os pais das crianças mais novas fizeram desenhos e colocaram fotos para expressar o amor por seu filho”, relembra Raiol. No dia da entrega das cartas, muitos alunos e pais choraram, outros se alegraram e, no final do encontro, todos se abraçaram.

Veja fotos de alguns boletins:

alunos avaliam pais diminuir evasão reuniões pais

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

alunos avaliam pais diminuir evasão reuniões pais

alunos avaliam pais diminuir evasão reuniões pais

alunos avaliam pais diminuir evasão reuniões pais

alunos avaliam pais diminuir evasão reuniões pais

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito das fotos: Reprodução/Facebook Hotel Escola Girassol

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,823SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Filho faz tuíte sobre ninguém ir a loja de rosquinhas do seu pai e atrai milhares de clientes

Um tuíte viral de um jovem sobre a recém-inaugurada loja de donuts do seu pai se tornou um excelente exemplo do poder positivo e construtivo que as redes sociais têm quando bem utilizadas.

Menino nigeriano de 11 anos impressiona com desenhos hiper-realistas absurdos

O menino nigeriano Kareem Waris Oalmilekan, 11 anos, faz retratos hiper-realistas absurdamente fenomenais.

Pizzaria ensina garoto que estava chorando a fazer pizza para acalmá-lo

Heitor estava fazendo birra. A dona da pizzaria o chamou para aprender a fazer pizza. O pizzaiolo ensinou o processo e o garoto ainda ganhou a pizza.

Professora convida alunos com Síndrome de Down para serem os ‘noivinhos’ de seu casamento

Kynsey French é professora de uma turma de seis crianças com Síndrome de Down. Após ser pedida em casamento justamente na escola onde trabalha,...

Instagram