A amizade dela salvou a amiga de uma depressão profunda

Seja aquela mulher que levanta outras mulheres! Essa é a lição que as amigas de infância Eliana Ferreira e Kátia Alves, de São Paulo (SP), nos dão hoje após mostrarem como o apoio e amor entre elas salvaram suas vidas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Numa sociedade que sempre nos ensinou que somos rivais, essa linda amizade de 45 anos veio nos mostrar que, quando somos aliadas, somos muito mais fortes.

A cada tropeço, a cada desilusão amorosa, elas estavam ali, uma pela outra. E isso não só fez a diferença, como salvou a vida de ambas, em especial de Kátia, que viveu uma depressão profunda.

“Quando me separei, ela enxugou minhas lágrimas. E sem perguntas, sem julgamentos, me acolheu. Ela sempre me apoiou e agora foi a minha vez de dar esse apoio”, contou Eliana.

amigas sentadas sofá
Eliana e Kátia contam como o apoio e amor entre elas salvaram suas vidas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Kátia se viu no fundo do poço após o fim de um relacionamento abusivo de 10 anos. Ficou sem comer, sem beber água e até sem tomar banho. Na época, ela estava perto de se formar na faculdade em Serviço Social.

Relacionado: Noiva visita amiga internada em hospital 1 hora antes do seu casamento

“Ela me colocava lá em cima”, lembrou a amiga.

mulher sorrindo
Kátia venceu a depressão com a ajuda da amiga

“Nos fortalecemos como mulheres”

Eliana relatou que com a depressão, chegou a cair as unhas, cabelos e estourar a pele dos lábios de sua melhor amiga. Seu amor e sua amizade não deixaram Kátia se entregar à situação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu deixava meus filhos no colégio às 7h e ia para a casa dela dar banho, comida, cuidar um pouco dela, pois comigo ela aceitava algumas coisas”, afirmou Eliana.

Relacionado: Voluntária leva aulas de Yoga para mulheres da periferia de São Paulo e eleva autoestima

As amigas destacam como esse suporte entre elas as fortaleceram como mulheres e que pretendem estender a mão para outras mulheres também, já que juntas somo mais fortes!

“O maior conselho que eu daria às mulheres é uma apoiar a outra”, disse Eliana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

amigas abraçadas
“Mulheres devem se apoiar”

Kátia superou o relacionamento abusivo e viveu novos amores. Fez faculdade e se formou em Serviço Social.

“Eu me casei novamente, tenho dois filhos, um do primeiro e um do segundo relacionamento. Temos muitos momentos felizes, sempre juntas! Não comemoro nada sem ela. A Kátia é o amor da minha vida”, disse.

Que amizade linda, não é mesmo? Confira um vídeo lindo feito pelo O Boticário com essas maravilhosas:

E você, tem alguma amiga que segurou a sua mão nos momentos mais difíceis de sua vida?

[A história da Kátia e da Eliana e tantas outras de mulheres que ajudam mulheres fazem parte de um canal especial do Razões para Acreditar e O Boticário, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse mais histórias como essa aqui.]

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,765,320SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Chefs renomados apoiam curso de capacitação profissional de pessoas em vulnerabilidade social

As chefs Morena Leite e Gabriela Ginatto contam sobre a experiência no Gastronomia Sustentável, projeto que busca a conscientização sobre o desperdício de alimentos.

Garoto que faz cuscuz para ajudar mãe é alvo de ataques racistas e internet responde com amor

Isaac tem 13 anos e, assim como milhares de brasileiros, vive uma vida simples e com o dinheiro contadinho. Foi por isto que o...

Garotinho encontra bebê cervo na rua assustado e faz carinho nele; veja o vídeo

Em um vídeo viral que circula nas redes sociais, um menino faz amizade com um filhote de cervo e após alguns meros segundos de...

Voluntária leva aulas de Yoga para mulheres da periferia de São Paulo e eleva autoestima

No extremo Sul de SP, Sophia Bisilliat, conhecida pelo trabalho no extinto Carandiru, resgata a autoestima de mulheres através da yoga.

Acupunturista atende gratuitamente dependentes químicos em situação de rua (SP)

Já são mais de 2.000 pessoas beneficiadas pela iniciativa 'Desintoxica SP', do acupunturista Ramon Oliveira.

Instagram