Eles são gays, pastores, pais e consideram a Bíblia como modelo de comportamento

"Se Jesus estivesse aqui, em terra, ele estaria no meio da minha família"


Eles são gays, pastores, pais e consideram a Bíblia como modelo de comportamento 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

“Estou certo de que a Bíblia não condena os gays”, diz o pastor Marcos Gladstone, de 40 anos. Ele é casado com o também pastor Fábio Inácio, de 35 anos. Eles moram com os três filhos no Rio de Janeiro.

Fábio explica que muitas igrejas, incluindo as evangélicas, não aceitam o casamento entre pessoas do mesmo sexo por causa de um erro de tradução da palavra “efeminado”, que no original quer dizer “mole”.

Marcos se tornou evangélico aos 14 anos, e aos 17, descobriu sua vocação. “Virava madrugadas estudando a Bíblia, adorava pregar sermões, e aos 17 anos tive certeza da minha vocação para ser pastor.”

Eles são gays, pastores, pais e consideram a Bíblia como modelo de comportamento 2

Aos 19, ele encontrou uma garota com quem namorou durante quatro anos. Seu futuro parecia estar traçado, não fosse pela atração que sentia por rapazes. “Eu sabia que isso inviabilizaria meu sonho de ser pastor e que eu jamais poderia casar com um homem. A igreja não admitia isso”, lembra.

Marcos saiu do armário durante uma visita a um amigo nos Estados Unidos, quando tinha 23 anos. Certo dia, os dois foram a uma boate gay. Marcos ficou assustado ao ver tantos homens se beijando. Tanto é que começou a fazer orações para afastar a tentação de ficar com outros homens. “Depois de muito orar, uma voz falou no meu coração: “Sua homossexualidade é pra sempre, você nasceu assim.”

PUBLICIDADE ANUNCIE

Na volta para o Brasil, Marcos rompeu seu noivado. Em pouco tempo, a notícia sobre sua orientação sexual se espalhou entre os membros da igreja que frequentava. Desde então, ele nunca mais teve coragem de voltar ao templo.

Marcos começou a pesquisar informações sobre igrejas gays norte-americanas até ter a ideia de criar um site para propor uma outra maneira de ler a Bíblia.  Em 2002, ele criou um grupo evangélico para acolher homossexuais que procuram manifestar sua religiosidade cristã.

Foi em uma das reuniões do grupo, em 2005, que Marcos conheceu Fábio. Os dois começaram a se paquerar e a sonhar com uma igreja que acolhesse homossexuais. Um ano depois, o casal oficializou sua relação e fundou a Igreja Cristã Contemporânea. Em menos de 10 anos, a igreja já contava com 3 mil fiéis nos seus 10 templos – seis no Rio de Janeiro, dois em São Paulo e dois em Minas Gerais.

Eles são gays, pastores, pais e consideram a Bíblia como modelo de comportamento 3

Mas foi apenas em 2013 que Marcos e Fábio puderam se casar legalmente. Naquele ano, os dois já eram pais de Davison, de 14 anos, de Felipe, de 12, e da pequena Hadassa, de apenas 10 meses. Todos eles têm o sobrenome e uma certidão de nascimento com dois pais.

Leia o relato completo do pastor Marcos Gladstone aqui.

 

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar