Madrinhas de casamento usam vestidos de arco-íris para homenagear casal

Entre os convidados do casamento intimista, o destaque ficou para as sete amigas do casal que foram à cerimônia com vestidos nas cores do arco-íris.


casamento gay
PUBLICIDADE ANUNCIE

Do início do namoro até o dia do casamento no Civil, passaram-se oito anos. No entanto, Helivelton Loureiro Morozesky, 26 anos, e Victor Grolla, 37 anos, demoraram a engatar o relacionamento – foram mais desencontros do que encontros.

Eles são de Vitória (ES) e se conheceram no dia 17 de setembro de 2011, no aniversário de uma amiga. Desde aquele dia, eles tentaram alguns encontros, mas, na maioria das vezes, dificilmente se encontravam. “Mas, nunca desistimos de tentar”, afirmou Morozesky ao Razões para Acreditar.

Foi questão de semanas para eles oficializarem o namoro para os amigos e as famílias. Então, com apenas quatro meses de namoro, Helivelton e Victor decidiram ir morar juntos.  Mais quatro meses depois, em 2012, o casal foi a um cartório para oficializar a união estável.

[A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.]

casamento gay
Helivelton e Victor <3. Foto: Arquivo pessoal

Naquela época, isso ainda era uma novidade para os casais homoafetivos. Apenas em 2011 o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união estável entre pessoas do mesmo sexo como uma entidade familiar, assegurando aos gays direitos como pensão e herança – as mesmas regras para uniões estáveis entre homens e mulheres.

A despeito da “formalidade”, que assegura direitos fundamentais para o casal, o amor de Helivelton e Vitor só crescia, somando forças para dar o próximo passo numa história de amor que está apenas começando.

casamento gay
Foto: Arquivo pessoal

“Seis anos se passaram e vimos a necessidade de alterarmos a União Estável para a Civil. Durante um lindo casamento dos nossos primos, Alessandra e Breno, pensamos: ‘Vamos tentar também?’”, lembra Helivelton.

Leia também: Usando ternos com cores do arco-íris padrinhos fazem surpresa no casamento de amigo

Em janeiro, começou a correria para realizar o casamento, e valeu a pena. No mês seguinte, os preparativos estavam bem encaminhados. Helivelton e Victor casaram-se no Civil no dia 30 de maio, mas a cerimônia foi no último sábado (2).

casamento gay
Foto: Arquivo pessoal

Entre os convidados, o destaque ficou para as sete amigas do casal que foram à cerimônia com vestidos nas cores do arco-íris – cada uma representando uma das sete cores. Uma linda homenagem ao casal e à comunidade LGBTQ+.

PUBLICIDADE ANUNCIE
casamento gay
Acho tendência para as ‘madrinhas’ das gays. Foto: Arquivo pessoal

Outro ponto alto da cerimônia foi o discurso da cerimonialista, Ana Paula, que disse para os noivos e convidados: “O amor é essência, ele é puro, você não pode tocar nele fisicamente, mas pode sentir ele dentro de você. O amor não escolhe sexo e nem religião, o amor é o que nos move e nos une.”

casamento gay
Foto: Arquivo pessoal

O casamento de Helivelton e Victor, especialmente no mês do orgulho LGBTQ+, é um grito de liberdade, empoderamento, autoaceitação e, mais do que tudo, de AMOR – nada menos que isso.

“Comunidade LGBTQ+, é possível, acredite! Não se esconda, case sim, faça festa, convide as pessoas que vocês amam. Foram tantas lágrimas de emoção, risos, danças, que vale a pena acreditar!”

Veja mais fotos:

casamento gay
Foto: Arquivo pessoal
casamento gay
Foto: Arquivo pessoal
casamento gay
Foto: Arquivo pessoal
casamento gay
Foto: Arquivo pessoal

Confira também o vídeo da cerimônia:

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

banner

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar