Mãe de jornalista que apresentou Jornal Nacional defende filho de homofobia

"Eu nem tinha visto/ficado sabendo disso. Minha mãe, sempre protetora, filtra o que me diz. Mas é impossível não se emocionar ao ler o que ela escreveu. Te amo, mãe!", disse o jornalista.


Mãe de jornalista que apresentou Jornal Nacional defende filho de homofobia 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

No dia 9 de novembro, Matheus Ribeiro, de 26 anos, se tornou o primeiro jornalista assumidamente gay a comandar o Jornal Nacional, o maior telejornal brasileiro e da América Latina.

O jornalista, que é de Goiânia, foi convidado para ser o âncora por um dia representando seu estado no aniversário dos 50 anos do JN.

A mãe de Matheus, Kátia Cilene, comemorou em um post nas redes sociais o sucesso do filho. Infelizmente, dentre as dezenas de comentários de internautas parabenizando a mãe e exaltando a conquista do filho, um deles, destoou dos demais.

Deus abençoou! Amém!

Posted by Kátia Cilene Araújo on Saturday, November 9, 2019

Uma mulher questionou: “Você não liga de ele ser gay? Você [não] é evangélica?”.

Educadamente, Kátia respondeu que é evangélica, mas que isso não lhe dá o direito de julgar e condenar o próximo, tampouco seu próprio filho. Ela também aproveitou a deixa para falar do orgulho que sente por quão longe Matheus chegou na profissão.

Mãe de jornalista que apresentou Jornal Nacional defende filho de homofobia 2

“Olha, eu aceitei sua amizade aqui e nunca perguntei se você é ou deixa de ser alguma coisa. Acha mesmo que eu me sentiria ofendida com a sexualidade do meu filho, diante de todo o orgulho que ele sempre me deu? Eu o amo e o aceito, não o julgo!“, afirmou.

“E simplesmente por ser evangélica tenho um coração livre de preconceitos, as nossas relações com Deus são pessoais, cada um tem a sua. Portanto, posso orar pelos meus filhos e pedir as bênçãos de Deus na vida deles, mas não posso julgá-los e muito menos condená-los!”, complementou Kátia.

Leia tambémTia de jornalista adota gato que invadiu reportagem ao vivo: “Tivemos um final feliz”

‘Ela é uma leoa’, diz jornalista

A mãe de Matheus afirmou que o fato de o filho ser gay não a prejudica em absolutamente nada.

PUBLICIDADE ANUNCIE

“Acha que vou rechaçar meu filho e fazer com que ele tenha uma vida sob os olhos de reprovação da própria mãe, num aspecto que é pessoal? Ele não me prejudica em nada sendo gay, aliás quero que ele seja feliz e isso é algo que só diz respeito a ele e a quem se relaciona com ele.”

E concluiu: “Um filho é um presente de Deus e eu tenho orgulho dos meus! São homens de bem, honestos, trabalhadores, nunca prejudicaram ninguém, portanto a sexualidade deles é íntima e não me sinto no direito de apontar o dedo e ser preconceituosa e cruel.”

“Você tem filhos? Olhe para eles, se os tiver, e pense no que eu estou lhe dizendo. No mais, desejo que você seja muito feliz e que sua vida seja muito abençoada.”

Mãe de jornalista que apresentou Jornal Nacional defende filho de homofobia 3

Matheus Ribeiro se disse surpreso com a resposta da mãe. “Ela é uma leoa”.

“Fiquei muito surpreso e feliz quando li a resposta dela. Muito protetora, ela não compartilha algumas chateações comigo. Sou muito orgulhoso de ser abraçado por uma postura tão esclarecida, não apenas da minha mãe, mas da minha família em geral.”

Leia também: Juntos há 34 anos, casal gay prova que seu amor não é “só uma fase”

Alguns dias depois, o jornalista compartilhou no Twitter:

“Eu nem tinha visto/ficado sabendo disso. Minha mãe, sempre protetora, filtra o que me diz. Mas é impossível não se emocionar ao ler o que ela escreveu. Te amo, mãe!”

Confira o post:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: SNB/Fotos: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar