Major do Exército faz declaração de amor para marido e rebate comentários homofóbicos


Major do Exército faz declaração de amor para marido e deixa homofóbicos no chinelo
PUBLICIDADE ANUNCIE

Uma singela declaração de amor de um major do Exército Brasileiro para seu marido foi alvo de comentários homofóbicos e violentos nas redes sociais.

Não que isso o abalasse: Emerson Cordeiro, autor da mensagem, escreveu um texto para rebater com muita elegância e contundência os comentários preconceituosos de que foi alvo.

Leia também: Após ataques transfóbicos, garoto trans recebe apoio dos amigos e professores

Tudo começou com a publicação de uma fotografia de Emerson ao lado de seu companheiro no Instagram, num encontro de comemoração dos seis anos de união do casal. De acordo com o major, um colega de farda “printou” a foto e repassou-a para vários grupos militares com a intenção de constrangê-lo publicamente. “Daí em diante viralizou a imagem por outros grupos, formados na maioria por militares, particularmente Oficiais do Exército Brasileiro”.

A união do major com seu marido foi recebida com bastante naturalidade pelos seus superiores. “O assunto foi tratado com naturalidade, sem espanto e sem qualquer alarde,” afirma.

“Até então eu não estava dando importância, pois aos companheiros de farda que não sabem e que também não lhe diz respeito, sou casado com outro homem desde 2018 e declarei isso no atual quartel onde sirvo no mesmo dia que assinei o documento no cartório. Na época, o assunto foi tratado naturalmente sem alarde, sem espanto e sem absurdos. Segui minha vida de casado normalmente, como sempre vivi e vivo, sem nada a esconder. Desculpe se te poupei da ‘novidade’”.

Leia tambémJovem gay compartilha no YouTube a experiência de ser pai aos 19 anos

Entretanto, Emerson relata que a homofobia de alguns integrantes do Exército se manifestou a partir de postagens de deboche da foto em que ele aparece abraçando o marido. Em resposta à isso, o militar soltou uma nota em uma rede social rebatendo o preconceito de vários de seus colegas.

“Aos Danieis, Ronaldos, Eduardos e outros nomes que seguem na lista dos que estão divulgando minha fotografia, meu muito obrigado, obrigado por mostrarem as outras pessoas o seu desejo reprimido, sua inveja magoada por minha felicidade e toda a sua pobreza de espírito. Infelizmente ser livre e ser feliz tem seu preço e talvez a coragem e a honestidade que me é exigida por essa liberdade jamais será conseguida por suas almas miseráveis, sinceramente, eu desejo que vocês consigam, se não for nesta que seja na próxima encarnação. É preciso ser muito homem para isso. Talvez você nunca saberá.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Em rede social nada é privado, em poucos momentos depois um dos então ‘amigos’ do Exército Brasileiro que estava em minha rede logo deu um print da postagem privada e divulgou em um grupo de mensagens e daí em diante viralizou a imagem por outros grupos, formados na maioria por militares, particularmente, oficiais do Exército Brasileiro”, disse o major no Facebook.

Grande euforia foi causada por militares que jamais imaginavam que um oficial de carreira do Exército pudesse assumir sua homossexualidade, ser feliz e realizado no trabalho. Isso foi um soco no estômago dos porcos homofóbicos que nos rodeiam e nos sondam muitas vezes anonimamente, inconformados com a felicidade alheia. Gay? Bicha? Vamos espalhar ao máximo essa foto para fazer com que ele morra de vergonha, ou vamos lacrar no grupo do WhatsApp da turma colocando essa foto bombástica de um Major do Exército sendo abraçado por seu marido. Que choque não é? Uma pena meu querido e infeliz colega de trabalho, você chegou atrasado, sua novidade é tão velha e antiga quanto sua evolução como ser humano, como pessoa”.

O post já somava mais de 70 mil reações, 15 mil compartilhamentos e 19 mil comentários no Facebook.

Emerson conclui dizendo que ama servir ao Exército Brasileiro, e que é um homem realizado e agradecido pela carreira que decidiu abraçar. “O Exército é um lugar de pessoas honradas, acho que você deveria repensar se está no lugar certo. As Forças Armadas estão cada vez mais evoluídas perante a sociedade”.

Leia também: Startup desenvolve super colchão para atender necessidade de ‘trisal’ paulista

[Nota da Redação]

Opaloka apoia a causa LGBT e é uma parceira do Razões, saiba mais seguindo o perfil aqui.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Hypeness

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar