Pais casam às pressas para que filho pudesse participar do momento

O menino de 1 ano e 3 meses tem uma doença rara e um dos seus sintomas é a automutilação.


Pais casam às pressas filho pudesse participar momento
PUBLICIDADE ANUNCIE

Fran e Nathan Jones, da Nova Zelândia, correram contra o tempo para organizar um casamento para 120 convidados. A festa aconteceu no último sábado (22) para que o filho caçula pudesse participar.

O filho mais novo do casal, Nash, de apenas 1 ano e três meses, foi diagnosticado com uma síndrome rara, chamada Lesch-Nyhan Syndrome, provocada por uma mutação genética, que causa uma série de problemas nos rins e deficiências físicas e mentais. As informações são do site da revista Crescer.

Leia também: Garotinho de 6 anos não contém a emoção no casamento dos pais

Um dos sintomas mais cruéis da doença é automutilação. Isso significa que a qualquer momento o pequeno pode começar a morder os próprios dedos ou a língua, bater a cabeça na parede e até machucar os próprios olhos.

Pais casam às pressas filho pudesse participar momento

PUBLICIDADE ANUNCIE

Os pais decidiram que fariam o casamento o mais rápido possível porque queriam toda a família reunida. Fran e Nathan também são pais de Jess, 9 anos, e Quinn, 2. Felizmente, eles receberam doações de diversas pessoas para conseguir realizar a cerimônia com a presença de Nash.

Apesar de ter sido anunciado e planejado em cima da hora, apenas dois, dos 120 convidados, não foram ao casamento. “Nos sentimos tão amados. Foi muito, muito especial e não houve nenhum estresse”, disse Fran ao site Stuff.

Os médicos recomendaram que o pequeno Nash fizesse uma arriscada cirurgia de transplante de célula-tronco para tentar prevenir os comportamentos de automutilação. Foi por essa razão que os pais decidiram se casar logo, já que as chances do pequeno sobreviver à cirurgia são de 10 a 20% apenas.

Pais casam às pressas filho pudesse participar momento

“Precisávamos nos casar e tê-lo ali conosco se houvesse uma chance dele não resistir. Precisamos fazer nossas memórias agora”, explica Fran.

Nash ainda não fez a cirurgia porque é um procedimento caro. Os pais criaram uma campanha de financiamento coletivo para levantar os recursos necessários e poder pagar as despesas médicas do menino.

crédito das fotos: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar