Para superar o luto, ela escreve cartas ao seu pai toda semana

O luto é o amor sem ter para onde ir e a Lara canalizou a saudades através das cartas que escreve ao seu pai todas às quartas.


para superar luto ela escreve cartas pai toda semana
PUBLICIDADE ANUNCIE

A Lara perdeu o pai há pouco tempo e para superar a dor do luto, canalizou a saudades através das cartas que escreve para ele todas às quartas.

Há dois anos, sua família e seu pai descobriram que ele estava com leucemia, um câncer que ocorre na formação das células sanguíneas, dificultando a capacidade do organismo de combater infecções.

O choque em todos foi muito grande, mas foi bem maior para Lara. Ela foi a escolhida para fazer o primeiro transplante de medula para seu pai.

Nesse tipo de procedimento, o paciente é submetido a um tratamento que ataca as células doentes e destrói a própria medula.

para superar luto ela escreve cartas pai toda semana
Lara enfrenta o luto com cartas ao seu pai

Então, ele recebe a medula sadia como se fosse uma transfusão de sangue. Uma vez na corrente sanguínea, as células da nova medula circulam e vão se alojar na medula óssea, onde se desenvolvem.

Sendo assim, a responsabilidade do bem-estar do pai estava nas mãos de Lara.

O transplante deu certo durante seis meses, entretanto, a leucemia de seu pai era muito grave e ele teve diversas recaídas durante os dois anos que enfrentou a doença.

Para a família de Lara e, principalmente seu pai, esse período foi enfrentado com dor, mas também como algo que fortaleceu e aproximou todo mundo.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Lara comenta que os laços que ela tinha com o pai também se fortaleceram muito durante esse período. Ela passava muitos dias como acompanhante dele em suas internações.

para superar luto ela escreve cartas pai toda semana
Trecho da carta escrita por Lara em 31 de julho em seu blog

Depois de muitas tentativas, tratamentos paliativos e uma nova tentativa de transplante de medula, a família da Lara e seu pai decidiram por não sofrer mais.

O último dia dele foi ao lado da filha, dentro da UTI. Ela preparou uma playlist com as músicas que ele gostava e ficou ao seu lado o tempo todo.

Sobre o luto, Lara é enfática: ela o vive. Para conviver com ele, transformou a saudade em texto.

Às quartas-feiras, ela escreve cartas ao seu pai em seu blog. Os textos nem sempre são tristes, na verdade, são como se ela estivesse conversando com ele naquele momento.

Toda sua história foi contada no canal ter.a.pia:

Conteúdo do ter.a.pia, site parceiro do Razões.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar