Depois de ter que trancar faculdade por duas vezes, ela cursou Psicologia aos 54 anos e o céu é o limite!


PUBLICIDADE ANUNCIE

É maravilhoso quando os filhos reconhecem o esforço dos pais e os enxergam como verdadeiros heróis, né? Quem nos enviou esta história foi a Caroline Garcia, que tem um orgulho imenso da sua mãe, Norma Suely, e por isso decidiu compartilhar sua história com a gente (aliás, quem quiser mandar a sua é só clicar aqui). Ela nos conta que o sonho de sua mãe sempre foi fazer Psicologia, mas logo que entrou na faculdade, descobriu que estava grávida (do irmão de Carol) e por isso acabou trancando.

Mas não desistiu e depois de 8 anos entrou novamente na faculdade, mas… dessa vez descobriu que estava grávida da Carol. Foi então que optou por continuar na carreira que já estava, que permitia a família ter uma situação estável, já que precisava criar dois filhos, “ela colocou os sonhos de lado”. O tempo passou, o irmão de Carol se formou na faculdade e logo depois ela acabou entrando, foi então que Norma, aos 54 anos de idade, também resolveu novamente entrar na faculdade. “Minha mãe acordava as quatro da manhã para estudar antes de ter que ir para a aula às 7. Simplesmente por amar muito e estar realizando um sonho.”

Contamos uma história similar, veja: Filha faz homenagem ao pai que sempre cuidou da família e havia deixando seus sonhos para trás

Em 2015, sua mãe se formou “como a primeira de sua turma, todos os amigos de faculdade são doidos por ela” e logo depois já emendou uma pós-graduação, que também já terminou e agora acaba de começar sua segunda pós-graduação, na PUC-RJ.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Assim que terminar sua pós, ela pretende fazer um doutorado “o céu é o limite”, e já atende seus pacientes em um lindo consultório, no Rio de Janeiro. Sua mãe se orgulha de sua história, se diz extremamente feliz com sua profissão e isso fica muito claro quando ela conversa sobre esse assunto com qualquer pessoa.

“Cada vez que ela fala da pós, do consultório ou dos pacientes dela os olhos brilham demais e eu sou a filha mais orgulhosa desse mundo”.

Quando perguntamos sobre a tiara que ela usou na formatura, Carol disse: “Eu dei de presente de formatura pra ela. Assim que acordou de manhã, passou o dia todinho com a tiara, só tirou pra fazer o penteado, depois colocou de novo e só tirou pra dormir”. 

Como é bom quando a gente consegue realizar um sonho antigo e como é bom quando nós e as pessoas que amamos reconhecem o nosso esforço! Parabéns, Norma!

História e fotos enviadas por Caroline Garcia

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar