Circo alemão cria lindos hologramas por se recusar a usar animais reais


Circo alemão que se recusa a usar animais, cria lindos hologramas para admirá-los
PUBLICIDADE ANUNCIE

Quando pensamos em um circo, muitas vezes imaginamos palhaços, malabarismos, confetes e… animais. Por sorte, essa não é a regra.

Historicamente utilizados como atrações circenses, elefantes, tigres, leões, macacos, dentre outros animais, foram explorados por séculos, tendo seu auge nos séculos XVIII e XIX.

Após os shows, esses animais estavam sujeitos a maus tratos, alimentação precária, exposição à doenças e muitos morriam no trajeto entre uma cidade e outra, em navios superlotados.

Essa realidade felizmente tem mudado com legislações governamentais mais duras, ou, de forma ainda mais positiva, com uma maior consciência dos circos ao redor do mundo.

Um deles, o Circus Roncalli, na Alemanha, se tornou o primeiro do mundo a substituir completamente suas atrações animais por hologramas de ponta.

Circo alemão que se recusa a usar animais, cria lindos hologramas para admirá-los

Leia tambémMalabarista da periferia de SP faz sucesso mundo afora e leva sua arte a comunidades que nunca viram um circo

O objetivo do circo é repudiar os maus tratos contra animais e acabar com o seu sofrimento, uma vez que eles são obrigados a participar das atrações circenses, não estando ali por vontade própria.

Assim, combina-se a admiração tecnológica dos seres humanos (com os hologramas) e o fascínio pelos maiores e mais exuberantes animais da Terra, em 3D. Todos saem ganhando: o público continua entretido, enquanto os animais prosperam em seus habitats naturais.

O Circus Roncalli surgiu há quase 250 anos, comandados por Philip Astley. Ele fazia acrobacias com cavalos. Após algum tempo, a atividade do local passou a incluir outros animais, muitos deles, selvagens. Tornou-se comum ver animais fazendo espetáculos de circo e sendo maltratados.

Os tempos mudaram, campanhas contra circos que usam animais conseguiram expor a situação e cada vez menos pessoas participam dessas funções, o que os obrigou a se reinventar.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Circo alemão que se recusa a usar animais, cria lindos hologramas para admirá-los

O Circus Roncalli, por exemplo, optou por 11 projetores a laser Optoma ZU850, lentes BX-CTA03 estrategicamente localizadas em uma tenda de 32 metros, e o resultado é fantástico.

T0dos os animais são recriados em 3D e podem ser vistos a 360 graus, o que significa que ninguém fica sem vê-los.

Animais como o peixe voador, cavalos, elefantes e tigres são apresentados, para o deleite da plateia.

Circo alemão que se recusa a usar animais, cria lindos hologramas para admirá-los

Sem dúvidas, uma proposta super inovadora e revolucionária que deverá inspirar outros circos ao redor do mundo a fazer o mesmo.

Abaixo, pode ver um breve vídeo dos hologramas:

Leia tambémTrupe de palhaços faz apresentação na frente da casa de menino que não pode andar

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Portal do Animal
Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar