Ex-gatinho de rua ganha crachá, uniforme e vira “gerente” de empresa


Ex-gatinho de rua ganha crachá, uniforme e vira "gerente" de empresa de enxovais
PUBLICIDADE ANUNCIE

Imagine a cena: um gatinho com crachá e uniforme trabalhando em uma loja de enxovais. Pode parecer uma imagem curiosa, mas foi o jeito que a empresária Mirtes Carreira encontrou para integrar um gatinho de rua ao seu “quadro de funcionários”.

Athos foi adotado no início deste ano pela proprietária da Meu Lar Enxovais. Além de lhe dar muito amor, carinho e comida (é claro!), Mirtes também lhe deu um dos cargos mais importantes da empresa: o de gerente.

A dona da loja de enxovais é uma fervorosa defensora dos animais de Ibitinga (SP) e procura recolher os gatos de rua que encontra em suas andanças para alimentá-los e vermifugá-los.

[O Esdras é um protetor de animais e fez uma vaquinha para comprar um terreno para construir o abrigo e poder salvar ainda mais animais, vamos ajudá-lo? Acesse aqui.]

Recentemente, ela compartilhou a história de adoção do pequeno Athos nas redes sociais. O post viralizou e pegando carona em tamanha repercusão, a empreendedora o tornou “garoto-propaganda” de sua campanha em favor da adoção tardia de animais.

Ex-gatinho de rua ganha crachá, uniforme e vira "gerente" de empresa de enxovais

Mirtes adotou um total de 12 gatos, que hoje vivem no quintal de sua casa. Ela conta que um décimo terceiro pet não agradou muito o namorado, Jean Tarabole, mas ele acabou aceitando.

Para confeccionar o crachá do pequeno gerente, a empresária definiu seu nome e sobrenome como “Athos da Cruz Carreira Tarabole”. Uma mistura do sobrenome dela e do namorado. Mirtes também fez uma homenagem a uma funcionária muito querida, Fátima Cruz, “que sempre gostou de ajudar as pessoas”, ela diz.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Ex-gatinho de rua ganha crachá, uniforme e vira "gerente" de empresa de enxovais

A rotina do gatinho-gerente é bem corrida. Todos os dias Athos percorre os departamentos da empresa, onde é paparicado pelos funcionários. Faz uma “dura” pausa para se alimentar e descansa nas caminhas espalhadas pelos setores da empresa. Eita vida difícil!

Leia também: 

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Revista PEGN/Fotos: Divulgação

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar