Tartaruga ganha prótese de Lego após perder patas traseiras e volta a andar


Tartaruga ganha prótese feita de Lego após perder patas traseiras e volta a andar
PUBLICIDADE ANUNCIE

Há alguns meses, uma tartaruga chamada Pedro foi adotado por uma família norte-americana. Desde pequeno, Pedro não tinha uma das patas traseiras. Certo dia, Pedro fugiu e ao voltar para casa, seus donos constataram que ele tinha perdido a outra pata, ficando apenas com as da frente.

Sensibilizada com a dificuldade de locomoção do seu bichinho, sua dona, Sandra Taylor, resolveu encaminhá-lo até a faculdade de medicina veterinária da Universidade do Estado da Luisiana, onde o réptil recebeu uma prótese veicular feita com Lego.

Segundo a equipe veterinária, a tartaruga macho estava com a saúde perfeita e só precisava de uma ajudinha para se locomover.

[O Esdras é um protetor de animais e fez uma vaquinha para comprar um terreno para construir o abrigo e poder salvar ainda mais animais, vamos ajudá-lo? Acesse aqui.]

“A ferida já tinha cicatrizado bem e ele conseguiu voltar pra casa só com as patas da frente. Sem as patas traseiras, ele fica com menos mobilidade. Como Pedro é uma tartaruga-de-caixa, ele ainda pode se esconder dentro do casco e se proteger, mas os donos teriam que deixar ele sempre dentro de casa”, disse Kelly Rockwell, estudante da Universidade do Estado da Luisiana.

Tartaruga ganha prótese feita de Lego após perder patas traseiras e volta a andar

PUBLICIDADE ANUNCIE

Os estudantes utilizaram um kit veicular de Lego para criar a prótese. Ela foi adaptada para se adequar ao tamanho de Pedro; a equipe usou resina epóxi para anexá-la ao casco – o mesmo material usado em ferraduras. Para finalizar, eles também usaram seringas para criar os eixos, com pequenos cortes para ajustamento.

Leia também: 

“A faculdade de veterinária pode ser difícil às vezes, mas sentar no chão com meus colegas e ver os professores felizes por Pedro poder ‘rolar’ pela primeira vez, foi um momento de pura alegria”, disse a veterinária Sarah Mercer.

Segundo a Universidade do Estado da Luisiana, os donos da tartaruga ficaram entusiasmados com o resultado. “Ele se mexe com as rodas sem nenhum problema. Se adaptou imediatamente. Ele faz as necessidades, se vira, vai para frente e para trás”, contou Taylor.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Gaúcha ZH/Fotos: Reprodução/YouTube

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar