Último cão remanescente dos resgates nas Torres Gêmeas do 11 de Setembro completou hoje 16 anos


PUBLICIDADE ANUNCIE

O último cão (na verdade, uma cadela) remanescente dos resgates nas Torres Gêmeas no 11 de Setembro, a cadela Bretagne, completou hoje 16 anos de idade.

Ela e a dona, Denise Corliss, faziam parte da Força-Tarefa Texas quando foram chamadas para Nova York para ajudar nas buscas das vítimas soterradas nos escombros do Word Trade Center.

Bretagne ganhou uma festa que durou o dia inteiro, com direito a um x-burguer gourmet, muitas brincadeiras e um city-tour em ova York a bordo de um táxi vintage –as despesas foram pagas pelo “Bark Post”, o jornal do latido.

“Quando chegamos ao Ground Zero, não conseguia acreditar na magnitude [da tragédia]”, disse Corliss ao WABC. “Mas olhei para Bretagne, e ela estava pronta para trabalhar.”

“Aposentada” desde 2008, Bretagne é hoje o último dos cães que participaram do resgate ainda vivo e ganhou uma merecida festa de aniversário ao completar 16 anos. Entre as surpresas estavam muitos mimos caninos, um hambúrguer gourmet, as chaves para o parque de cães Hudson River e uma festa com muitos fãs!

Além disso, o hotel 1 Hotel Central Park, que hospedou a festa, doou US$ 1.000 para a Texas Task Force 1, que treina cães de resgate como Bretagne. A homenagem foi promovida pela equipe do site BarkPost, que realiza a ação Dog’s Best Day (“Melhor Dia do Cão”, em tradução livre), oferecendo um dia completo cheio de surpresas para cães que se destacaram por suas ações. Vejam um vídeo com um pouco da festa:

 

PUBLICIDADE ANUNCIE

dog1 dog2 dog3 dog5 dog6 dog7 dog8

Fonte: Uol

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar