Aos 102 anos, judia recebe título de doutorado negado por nazistas

Foram quase 80 anos de espera, mas finalmente aconteceu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A alemã Ingeborg Rapoport, de 102 anos, recebeu o título de doutorado, que lhe foi negado pelos nazistas pelo fato de ela ser judia. O evento aconteceu semana passada, quando Ingeborg recebeu seu esperado doutorado em Medicina.

Sua tese foi escrita em 1938, na Universidade de Hamburgo, sobre difteria, doença que matou milhares de pessoas no século passado. Mas, por ser judia, as leis racistas dos nazistas proibiam que ela defendesse a tese.

A alemã se refugiou nos Estados Unidos durante a guerra, mas nunca desistiu do doutorado.

Aos 100 anos de idade, obteve da universidade a promessa de reconsiderar o caso, desde que defendesse a tese, o que a obrigou a estudar nos últimos meses as novidades dos últimos 80 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Finalmente agora posso parar”, disse ela ao receber o título de doutora.

Aos 102 anos, Ingeborg virou a pessoa mais idosa do mundo a receber um doutorado.

ingeborg-rapoport-01-800

Foto: Reuters/Landov

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,094,145FãsCurtir
2,689,302SeguidoresSeguir
22,421SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Coronavírus: Giorgio Armani doa R$ 7 milhões para hospitais italianos

O estilista Giorgio Armani, 85 anos, anunciou que doará € 1,25 milhão (R$ 6,98 milhões) para os principais centros italianos de pesquisa e tratamento...

Após ataques racistas, menino que ama livros ganha reforma de casa e bolsa de estudos

Eu amo uma reviravolta dessas, bicho! Tá acontecendo muita coisa boa na vida do menino Adriel, que sofreu ataques racistas desprezíveis na semana passada. Adriel,...

“Antes queria ser a Rapunzel, agora quer ser a Miss Universo”, diz mãe

"Confesso que nunca havia ligado muito para representatividade até me tornar mãe", diz a mãe em um post no Facebook.

Japonesa toca violino com prótese e inspira a internet

Depois de ver o vídeo, enxergamos nossos problemas com outros olhos.

Uma nova chance! Trans que vivia nas ruas de SP é contratada por salão de beleza

Você provavelmente viu um vídeo da Jéssica Piovani em suas redes sociais há algumas semanas. Ela emocionou muita gente contando sua realidade nas ruas...

Instagram

Aos 102 anos, judia recebe título de doutorado negado por nazistas 2