Aos 67 anos, este homem transformou 30 hectares de deserto em terras cultiváveis

Em 1974, Yacouba Sawadogo viu a seca assolar o Sahel, a zona ecoclimática e biogeográfica de transição entre o norte do deserto do Saara e o sul da savana sudanesa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde então, o agricultor reviveu uma antiga técnica de cultivo que melhora a qualidade do solo, tornando terras desérticas em férteis.

Denominada ZAi, o método consiste em cavar regos de uns 20 cm em que se deposita esterco e composto ao lado das sementes. Após as primeiras chuvas, o rendimento da terra chega a multiplicar-se por quatro.

Junto com as sementes de milho e sorgo, começaram a crescer árvores.

Em Quahigouya, Capital de Yatenga, no Norte de Burkina Fazo, Sawadogo criou em 20 anos um bosque de 20 hectares.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Enquanto as pessoas abandonavam suas casas e suas terras, ele seguia buscando melhorar a região e repovoar com árvores Gourga.

Na época, o consideraram louco, mas, 40 anos depois, ele já tornou as férteis e próprias para cultivo mais de 3 milhões de hectares de terras desérticas em 8 países do Sahel.

Montado em sua moto, também percorreu o país para ensinar a técnica para outros agricultores que ainda viviam por lá. Hoje, aos 67 anos, o consideram um herói.

Abaixo, você pode ver o documentário “O homem que deteve o deserto”, de 2010, do cineasta Mark Dodd.

“Se cortamos 10 árvores diariamente e não plantamos uma só em um ano, vamos caminhar direto para a destruição”, diz sabiamente Sawadogo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Paisagismo Digital

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,263,267SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes fazem projeto para ensinar o uso consciente do dinheiro a jovens e adultos

“Eu não quero morar em outro país, quero morar em outro Brasil” esta foi uma das frases que mais me marcou nesta época tão...

Como luzes de Natal ajudaram guerrilheiros a abaixarem as armas

"Durante minha vida, nunca vivi um dia de paz no meu país." diz Jose Miguel Sokoloff, um executivo de publicidade, em sua impactante palestra...

Marido se torna esposa e filho de 1 ano ganha duas mães

Hoje, as duas são mães de um menininho de 1 ano e elas garantem que o seu relacionamento segue firme forte.

Universidade em RS dá bom exemplo e faz sua primeira colação de grau totalmente inclusiva

A realização da colação de grau é obrigatória para todos os estudantes que se formam na universidade e vão pegar o seu diploma. Mas...

Instagram

Aos 67 anos, este homem transformou 30 hectares de deserto em terras cultiváveis 3