Aplicativo ‘Comida Invisível” combate desperdício de alimentos via geolocalização

A ideia do ‘Tinder de comida’ é conectar restaurantes, bares, hotéis, buffets e pequenos mercados a creches, ONGs e até pessoas físicas que precisam de alimentos por meio de geolocalização.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O aplicativo Comida Invisível funciona assim: quem quer doar alimentos próprios para o consumo, mas sem valor comercial, cadastra-se no app e informa o que tem, indicando a validade, data e a forma de entrega. Feito isso, a doação aparece como disponível para as entidades interessadas, que distribuem ou preparam comida nas proximidades. Se a doação for aceita, o doador confirma se fará a entrega ou se vai aguardar a retirada.

A advogada Daniela Leite, o jornalista Sergio Ignácio e a publicitária Flavia Vendramin são as mentes por trás do aplicativo, que leva o mesmo nome da organização que eles criaram há dois anos e que tem dois objetivos: dar um destino correto a alimentos que iriam para o lixo e conscientizar as pessoas para evitar o desperdício, com oficinas, cursos, palestras e treinamentos em empresas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Comida Invisível já está disponível para Android e, em breve, para iOS.

Termo de responsabilidade

As transações dos alimentos são regulamentadas por normas para que a doação se concretize. Quem recebe o alimento deve se comprometer a manipulá-lo de forma adequada e responsável. Para se cadastrar, as partes precisam passar por um treinamento online sobre armazenamento e preparo de alimentos, segundo normas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Leia também: Supermercado doa alimentos que seriam jogados no lixo por outros estabelecimentos

Com informações do ESTADÃO

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

fotos: reprodução Facebook/Comida Invisível

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,562,206SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Médico brasileiro viaja pelo mundo operando mãos de crianças vítimas de guerras e conflitos

Em parceria com a ONG francesa La Chaine de L’Espoir (“A Corrente da Esperança”, em tradução livre), o médico pernambucano Rui Ferreira, de 70...

Piauiense é a primeira enfermeira trans a possuir o nome social na carteira profissional

Daniele Ribeiro de Araújo, de 29 anos, nasceu em Guadalupe, a 345 km de Teresina, no Piauí. Formada em enfermagem e com pós-graduação em obstetrícia, ela...

Voluntários ajudam pessoas de qualquer idade a aprender a andar de bicicleta

Em épocas de fatos que nos mostram que o ciclista ainda não é respeitado como deveria nas ruas, vale a pela falar de projetos...

As reações de crianças do Brooklin ao jantarem em um dos restaurantes mais chiques de Nova York

Em uma iniciativa do New York Times Magazine intitulada “Small Plates”, ou Pequenos Pratos, a revista enviou 6 crianças do Brooklyn do 2º ano...

3 avós italianos realizam o sonho de concluir Ensino Médio e nos ensinam a nunca desistir

Nicola Bellacicco, 88 anos, Domenica Nettis, 78 anos, e Imma Scarciolla, 69 anos, realizaram o grande sonho de suas vidas: terminar o ensino médio. Os...

Instagram