Aplicativo reduz preço de consultas conectando pacientes a médicos

O agendamento de consultas médicas através do smartphone é uma tendência que veio para ficar. Maior agilidade e menor preço, é o que defendem os desenvolvedores de aplicativos de consulta mobile.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Entre esses novos negócios – inspirados em aplicativos como o Uber, sob a lógica da economia compartilhada – está a startup Dandelin. Recentemente, a empresa lançou um aplicativo que conecta médicos a pacientes.

As consultas não são cobradas, ou melhor, a empresa divide os custos de todas as consultas feitas entre todos os usuários da plataforma.

consultas-médicas-aplicativo-médico-paciente
A assinatura média para os pacientes será de 30 reais.

Para usar o serviço, os interessados devem se cadastrar, usando um cartão de crédito e escolher os médicos que precisam – o Dandelin leva em conta critérios de localização, especialidade, disponibilidade de agenda e os sintomas apresentados pelo paciente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Felipe Burattini, fundados da empresa, disse em entrevista ao site Pequenas Empresas & Grandes Negócios que o valor da mensalidade vai depender do número de consultas médicas no serviço. Porém, ele garante que o valor será menor do que o praticado pelas operadoras de convênio.

RELACIONADO: “Tinder da doação de sangue” conecta doadores a quem precisa

consultas-médicas-aplicativo

Além do valor repassado ao médico, é cobrada uma taxa de manutenção de 20%. O empresário prevê que a assinatura média para os pacientes será de 30 reais, somando todos os custos.

A mensalidade não deve ultrapassar 100 reais, valor fixado pela startup. “Nós cobrimos o caixa, se o preço ultrapassar esse limite”, assegura Burattini. “Nós queremos democratizar o acesso à saúde.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim como ocorre no Uber e em outros aplicativos de transporte, o app aposta na inteligência coletiva para garantir a qualidade do serviço. “Os pacientes podem avaliar seus médicos.”

consultas-médicas-aplicativo

Mas, o maior atrativo do Dandelin é a transparência: a comunidade terá acesso aos demonstrativos financeiros com o número de consultas realizadas a cada mês. Uma maneira do paciente estipular quando cada membro irá pagar. Atualmente, o aplicativo tem uma média de 1 mil usuários pré-cadastrados e quase 300 médicos disponíveis.

Ficou curioso e quer saber mais? Dá o play no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagens do corpo do texto: Reprodução/Facebook Dandelin / Foto de capa: Pixabay Creative Commons

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Agora é crime: homofobia e transfobia podem dar até 5 anos de prisão

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) enquadra declarações homofóbicas e transfóbicas no crime de racismo.

[VÍDEO] Cadela heroína salva ‘irmãozinho’ de se afogar em piscina na África do Sul

A cadela Jessie, uma staffordshire bull terrier, salvou a vida de seu 'irmão' e companheiro Chucky, um spitz, que estava se afogando na piscina...

Aos 67 anos, aposentado surpreende lançando um blog de turismo

O aumento da terceira idade nos meios digitais é uma realidade. Porém, existe uma grande diferença entre acessos despretensiosos ao Facebook e uma rotina intensa...

Pessoas que fazem, brasileiros na Gringa e Gente que Causa: Obviedades

Existem coisas que são tão óbvias que você precisa falar, pra ligar a luzinha na cabeça da pessoa e ela cair na real! Kkk...

“Saber educar é uma declaração diária de amor dos pais”

"O filho pensou, me olhou, olhou para os pais, para o segundo doce (ainda fechado) e me disse: tia por favor eu preciso do meu troco."

Instagram