Cientistas desenvolvem aplicativo que pode ajudar no diagnóstico de autismo em bebês

Pesquisadores da Universidade de Duke (EUA) desenvolveram um aplicativo para celulares e tablets que pode diagnosticar o autismo em crianças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O app, que ainda não ganhou um nome, usa a premissa básica de atenção em objetos e pessoas para indicar se o bebê tem chances de ter o transtorno ou não.

O objetivo é apresentar vídeos nos quais pessoas interagem com objetos. Usando a câmera dos aparelhos, o app reconhece se o bebê ou a criança focam mais no ambiente ou no personagem principal do vídeo.

Homem assoprando bolinhas de sabão
Pesquisadores explicam que pessoas com tendência ao autismo focam seus olhos no lado direito desta imagem. Foto: reprodução/Duke University

De acordo com a diretora do Centro de Autismo e Desenvolvimento Cerebral de Duke, Geraldine Dawson, o aplicativo é capaz de acompanhar os olhos das crianças e apontar se elas têm chance de ter autismo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Nós sabemos que bebês que têm autismo prestam mais atenção no ambiente de uma maneira diferente e não prestam tanta atenção nas pessoas.”

Segundo os pesquisadores, esta é a primeira vez que uma tecnologia simples como essa pode apontar tendências do transtorno. “Este trabalho serve como a prova de um conceito e é encorajador”, declarou Dawson, de acordo com o site WRAL Tech Wire.

Testes para comprovar a eficácia do app ajudaram no diagnóstico de crianças

Durante a fase de testes de eficácia do aplicativo, pesquisadores de Duke ajudaram algumas crianças a serem diagnosticadas com autismo. O estudo mostra que elas focavam em objetos como brinquedos, enquanto os outros pequenos prestavam mais atenção às pessoas que apareciam na tela.

“Esta é uma técnica que foi atingida após anos de trabalho. Ela exigiu do nosso time de pesquisa o desenvolvimento de filmes de uma maneira específica para extrair e mensurar os padrões de olhares usando apenas um dispositivo que cabe na mão”, explicou o autor líder do projeto, Zhuoqing Chang.

O aplicativo foi testado com 993 crianças entre 16 e 38 meses, quando o transtorno do espectro do autismo pode ser muitas vezes identificado. Dos 993 pequenos, 40 foram diagnosticados com algum grau de autismo pelo app.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Quer ficar por dentro de mais notícias boas? Dá o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,805,747SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aos 82 anos, barbeiro vai a abrigo todo mês cortar cabelo de idosos [VÍDEO]

Seu Cardoso vai todos os meses ao abrigo Monte Sinai, em Anápolis (GO), para cortar o cabelo e fazer a barba dos idosos do lar.

Filho é levantado por caminhão de bombeiros para se despedir da mãe pela janela do asilo

Scott Wolf queria muito se despedir da mãe dele, que morava em um asilo e estava morrendo. Só que as medidas de segurança do...

Mesmo paraplégico e com bala alojada, aluno de medicina assiste aula na maca em Piauí

Leandro Silva de Souza tem 21 anos e é um verdadeiro exemplo de superação diária e de como é importante nós não desistirmos de...

Papai Noel recebe ajuda de amigos após seu Fusca quebrar durante entrega de brinquedos em SP [VIDEO]

O "Papai Noel" Renan Fagundes estava fazendo sua tradicional entrega de brinquedos à crianças carentes do litoral paulista quando seu Fusca 1969 estragou no...

Terreiro de Umbanda oferece cursinho pré-vestibular gratuito em Ponta Grossa (PR)

O terreiro virou sala de aula! O terreiro Umbanda Caboclos da Lei, de Ponta Grossa (PR), criou o Cursinho Solidário Abre Caminhos para preparar...

Instagram

Cientistas desenvolvem aplicativo que pode ajudar no diagnóstico de autismo em bebês 1