Após ser alvo de bullying, casal cria canal no YouTube para falar sobre HIV e combater o preconceito

HIV e AIDS são a mesma coisa? Para responder a essa e outras perguntas em torno de temas cercados de preconceito, de forma descontraída e leve, o casal gaúcho Jeandro Borba e Geovanni Henrique criou o canal no YouTube Discordantes”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Ouça a matéria e, depois, veja o vídeo no final da postagem!

A ideia surgiu depois que Jeandro recebeu uma mensagem anônima pelo aplicativo Sararah: “Teu namorado tem AIDS.  O gaúcho não caiu na provocação e decidiu responder à mensagem de maneira bem didática no seu perfil no Facebook.

“Existe uma grande diferença entre HIV e AIDS: O HIV é o vírus da imunodeficiência humana que pode ser contraído principalmente por contato sanguíneo ou relação sexual, esse vírus se instala no organismo humano dentro das células e cria várias cópias de si próprio e assim entra na corrente sanguínea. A principal função do vírus é atacar o sistema imunológico (responsáveis pela defesa do organismo)”, escreveu ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que muita gente também não sabe é que uma pessoa soropositiva pode viver uma vida saudável e manter um relacionamento de forma segura. Além do canal, o casal criou um perfil na rede social onde foi alvo de bullying para informar quem prefere não se expor.

Crédito: Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,495,414SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Hospital realiza desejo de paciente com câncer e o leva para ver o mar

Provavelmente o Luciano França, de 56 anos, está passando por alguns dos momentos mais difíceis de sua vida. Ele sofre com um câncer no...

Menino atropela pintinho com sua bicicleta e o leva ao hospital com suas economias

Ahh, dou conta, não. Um garotinho indiano atropelou um pintinho com sua bicicleta enquanto passeava pelo seu bairro. Percebendo o que tinha feito, não hesitou:...

Aos 12 anos, ele já tinha plantado 1 milhão de árvores. Aos 20, sua meta é plantar 1 trilhão

Felix Finkbeiner começou a plantar árvores quando tinha 9 anos.

Da periferia de SP para os EUA: A trajetória do estudante de medicina que virou pesquisador em Harvard

"Como médico quero defender a saúde como direito de todos e agir em sua expansão nas áreas mais periféricas. Como pesquisador, quero produzir conhecimentos que melhorem a vida diária das pessoas”.

No litoral de SP, quem recolher lixo da praia ganha aula grátis de stand up paddle

Na cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo, recolher lixo da praia não faz bem, apenas, para o meio ambiente. Mas também para o corpo....

Instagram